NEXT CONQUEROR

o blog do Davi Jr.

Arquivos de tags: eventos

Encontrão Pokémon reuniu mais de 150 fãs no Paineiras Shopping!

No dia 9 de março, foi realizado em Jundiaí o Encontrão Pokémon promovido pela Boomer Brinquedos e o Paineiras Shopping. Com o apoio da Liga Nintendo Blast Jundiaí, foram realizados torneios de Pokémon Trading Card Game e Pokémon XY no Nintendo 3DS.

Reunindo mais de 150 fãs de todas as idades o evento foi um sucesso, atraindo, inclusive, jogadores de São Paulo. Cheio de prêmios  brindes aos participantes e uma grande performance dos competidores. Com o sucesso do evento, o Paineiras Shopping e a Boomer Brinquedos já preparam uma nova edição do evento, com muitas novidades.

Encontrão 1

Encontrão-Pokémon

 

DSC_0140 DSC_0144 DSC_0250

Melly, 3º lugar do Torneio de Pokémon 3DS.

Melly, 3º lugar do Torneio de Pokémon 3DS.

Fê, 2º lugar do Torneio de Pokémon 3DS.

Fê, 2º lugar do Torneio de Pokémon 3DS.

Christian, vencedor do Torneio de Pokémon 3DS.

Christian, vencedor do Torneio de Pokémon 3DS.

Matheus, Kaique e Alexandra, vencedores do Toneio de Pokémon TCG.

Matheus, Kaique e Alexandra, vencedores do Toneio de Pokémon TCG.

Anúncios

RESENHA: Ressaca Friends 2012: com Paul Zaloon, o ator de Beakman e Rica Matsumoto, a cantora de Pokémon

Nada melhor para um fã de cultura pop do que terminar o ano com um evento de anime. Desde 2003, o Ressaca Friends, evento realizado em São Paulo cerca de uma semana antes do Natal em Dezembro, cumpre essa função. Mas em sua décima edição, o evento foi além trazendo algo inédito até então: duas atrações internacionais!

Ressaca Friends 2012 logo

O LOCAL

Para quem vai ao Ressaca Friends desde 2003, já estava acostumado ao local em que o evento era realizado desde há alguns anos, a UnicSul – Universidade Cruzeiro do Sul. Porém, em sua décima edição, a Yamato Eventos decidiu alterar o local de realização, surpreendendo os fãs de longa data.

Um dos rumores mais aceitos foi que a UnicSul não teria uma área aberta suficientemente grande para acoplar um palco que suportasse a estrutura que um show internacional necessita. Entre uma teoria e outra, o Colégio Marista Glória foi escolhido para o evento.

Se os problemas com o local escolhido para Anime Friends 2012 já não deixavam os fãs muito animados, o anuncio do Colégio Marista para o Ressaca não veio com aplausos, afinal, o local já havia sido utilizado para eventos menores que o Ressaca Friends, o que causou desconfiança dos fãs, mas também foi elogiado por ter uma área perfeita para a montagem de um grande palco.

Mas independente do local, mais que as atrações que o Ressaca sempre teve, o destaque e o que os fãs mais esperavam para encerrar o ano era a presença dos dois artistas internacionais que, pegando a todos de surpresa a Yamato anunciou, afinal, mesmo cientes de ser a décima edição do evento, nunca se poderia imaginar que a Yamato inovaria o evento a tal ponto.

O Colégio Marista Glória recebeu um público estimado em cerca de 10 mil pessoas!

O Colégio Marista Glória recebeu um público estimado em cerca de 10 mil pessoas!

MENOS DO QUE SEMPRE TEVE

Desde o início, o Ressaca Friends foi formatado como um evento que tem tudo que o Anime Friends tem, porém, em menor número. Visto que o Anime Friends 2012 (leia a resenha aqui) foi bem menor que todas as suas últimas edições anteriores, não era de se estranhar que, infelizmente, o mesmo acontecesse com o seu irmão mais novo.

Com menos salas temáticas, poucos estandes e uma área pequena para as grandes empresas, o espaço geral do evento, parecia um tanto quanto pequeno. Isso não seria ruim se o evento acontecesse cerca de 5 ou 6 anos atrás, mas visto o crescimento exponencial que o evento teve nos últimos anos, a edição 2012 do Ressaca Friends pareceu ter sido “enxuto”.

Mas nenhuma das faltas foi tão grande quanto a ausência do estande da Comic Book Store no evento. O estande que trazia mangás, estampas ilustradas, bonecos e DVD’s ao montes, pela primeira vez estava de fora do Ressaca Friends.

Talvéz isto não fosse problema se estandes das empresas de mangás tivessem sido montados, mas estas também tem estado fora dos eventos da Yamato há algum tempo.

Os estandes estavam com produtos muito bons, mas estavam em um número reduzido.

Os estandes estavam com produtos muito bons, mas estavam em um número reduzido.

Resta esperar que a ausência da Comix seja só um caso isolado e a loja volte a fazer a alegria dos fãs de mangás e quadrinhos nos próximos eventos.

PAUL ZALLON, A ATRAÇÂO DE SÁBADO!

Nunca o sábado do Ressaca Friends deve ter recebido tantos visitantes no sábado quanto em sua edição 2012. Tudo isto graças a presença de Paul Zaloon, o ator de Beakman, o professor de cabelos em pé e jaleco verde do programa O Mundo de Beakman.

Beakman’s World (O Mundo de Beakman no Brasil) foi um programa de televisão educativo onde se faziam uma abordagem divertida de conceitos científicos. O Professor Beakman era acompanhado pelo seu rato de laborátorio Lester (Mark Ritts) e de assistentes como Rosie (Alana Ubach), Liza (Eliza Schneider) e Phoebe (Senta Moses), que mudaram ao longo das quatro temporadas da série.

A série foi transmitida no Brasil pela TV Cultura entre 1994 e 2002, com uma breve passagem pela Rede Record, no programa Agente G, em 1997. Também foi exibido pelo canal Cl@se de 2000 a 2005 e em 2006 pelo canal a cabo Boomerang. A TV Cultura voltou a exibir o programa dentro do bloco Sessão da Hora, no primeiro semestre de 2011.

Paul Zaloon conquistou o público com a sua simpatia e as experiências que nos lembraram assistir o programa na TV!

Paul Zaloon conquistou o público com a sua simpatia e as experiências que nos lembraram assistir o programa na TV

Já com seus 62 anos, o ator Paul Zaloon subiu ao palco caracterizado de seu personagem mais famoso. Com o mesmo jeito despojado e sempre carismático que eternizaram seu personagem, o ator realizou algumas de suas experiências mais famosas utilizando os conceitos da pressão do ar, gravidade, inércia e reações químicas.

Impossível não lembrar das épocas de infância, da música de abertura, das piadas de Lester, das tiradas de Laiza e das caras e bocas que Beakman fazia ao longo de cada episódio assistido e reassistido.

Passando um vídeo que contou a sua carreira de uma maneira muito divertida, com direito a uma referência a Goranger e a diversas curiosidade do programa nos Estados Unidos, o ator encerrou a sua participação no evento com uma frase que reflete tudo o que a palavra sucesso pode significar: “Eu não me canso de ouvir das pessoas: me tornei cientista por causa a você!“.

RICA MATSUMOTO: A ATRAÇÃO DE DOMINGO

Se Beakman fez a alegria dos visitantes do evento no sábado, foi a vez de Rica Matsumoto levar o palco principal a níveis nunca antes vistos num Ressaca Friends.

Rica Matsumoto é a energia em pessoa!

Rica Matsumoto é a energia em pessoa!

Dona de uma voz potente a ponto de fazer frente até mesmo aos cantores masculinos, Rica Matsumoto é uma cantora de música pop japonesa, o J-Pop, que se consagrou ao se tornar a voz de Satoshi, ou mais conhecido pelo resto do mundo, Ash Ketchun, o treinador Pokémon da cidade de Pallet que sonha em se tornar um Mestre Pokémon.

Também cantando os temas de abertura de Pokémon, Rica solidificou uma carreira no mundo dos animesongs, um dos muitos nichos musicais que os eficientes marketeiros japoneses são capazes de criar. Sendo um dos membros fundadores do JAM Project, Rica se tornou um ícone da música japonesa de desenhos animados em todo o mundo.

Devido aos seu trabalho com Pokémon (ela dubla os episódios nas sextas-feiras para eles serem transmitidos às quartas-feiras) sempre se achou impossível que ela pudesse viajar meio mundo para se apresentar no Brasil. Felizmente isso foi possível para o Ressaca Friends 2012.

Chegando no país próxima da uma hora da madrugada de domingo, a cantora abdicou do único ensaio que poderia fazer para que o staff do evento pudesse assistir a Final do Mundial de Clubes da FIFA.

Cheia de carisma e de uma energia sem igual, a cantoria entrou no palco principal pontualmente às 18 horas, cantando junto com um karaokê Alive a Life, o tema de Kamen Rider Ryuki.

Com a tradução de Ricardo Cruz, integrante brasileiro do JAM Project (relembre o último show da banda no Brasil aqui), música a música, Rica seguiu cantando a sua pesada versão Ai Wo Tomoridase, tema de abertura de Hokuto no Ken, e de Ikite Koso, música que a cantora fez em homenagem as vítimas do recente terremoto que abalou o Japão.

A cantora emocionou a todos com a música Ikite Kosou.

A cantora emocionou a todos com a música Ikite Koso.

Pegando a todos os fãs de JAM Project de surpresa, a voz de Ash cantou sozinha Kaze Ni Nare, primeira música que ela gravou junto com a maior banda de animesongs do Japão, em um incrível dueto com Hironobu Kageyama.

Próximo de 30 minutos de show, Rica começou a cantar as músicas de Pokémon, cantando Best Wishes, o atual tema da série no Japão e, pegando a todos de surpresa, Mezase a Pokémon Master, seu hit de maior sucesso.

Quando todos os fãs foram a loucura, o que parecia estar ainda na metade chegou ao seu precipitado final, com Ricardo Cruz agradecendo a presença da cantora e Rica, que a todo o tempo havia sido muito calorosa com o público, se despediu com um rápido “bye-bye”.

Cerca de uma hora depois começou uma tarde de autógrafos com a cantora, que novamente calorosa e receptiva entregou autógrafos, conversou com os fãs e respondeu perguntas dos fãs frente-a-frente, com o auxílio de Ricardo Cruz. Fazendo a alegria dos felizardos que conseguiram um lugar na restrita fila dos autógrafos.

Os curtos 40 minutos de show e o set-list de apenas seis músicas fez com que todos os fãs se perguntassem o porquê do show ter sido tão curto.

Rica Matsumoto foi o grande destaque da vez e merece voltar ao Brasil muitas e muitas vezes!

Rica Matsumoto foi o grande destaque da vez e merece voltar ao Brasil muitas e muitas vezes!

Entre as teorias mais diversas, entram como as mais prováveis os problemas que as caixas de som estavam apresentando desde o show da banda Ikagen ao meio-dia de evento, fazendo com que a voz de Rica se abafasse e um possível mal-estar que a troca de fuso-horário provocou na cantora, que notóriamente preferiu sair o quanto antes do palco ao Ricardo Cruz ter anunciado o fim do show, postura muito diferente da receptiva Rica na Sala de Autógrafos.

EVENTO 10!

Entre um problema e outro na falta de estandes, no pequeno local escolhido e no encolhimento das atrações básicas, o Ressaca Friends 2012 es tornou um evento único e inesquecível graças a sua grande ousadia.

No fim do ano, o evento conseguiu trazer atrações inesquecíveis, uma que os fãs anseavam por um bis e outra que parecia um sonho sendo realizado.

Se Paul Zaloon resgatou da infância toda a magia de ser um otaku, nerd ou qualquer outra nomenclatura que se desejar, foi a presença de Rica Matsumoto, com sua potente voz e carisma inigualável, que mostrou o quanto ser fã de uma arte tão simples e ao mesmo tempo complexa quanto é a cultura pop japonesa, pode se ampliar a níveis infinitos, mostrando que seja com uma nota mais afinada ou com um choque do trovão, não importa o quão distante seja uma cultura, pois é a vontade de se aproximar é que fazem de todo mundo um só, e cada vez mais redondo.

Mesmo com as diversas mudanças, graças a atrações fantásticas e ao carinho dos fãs, o Ressaca Friends 2012 encerrou o ano de comemorações com chave de ouro!

Mesmo com as diversas mudanças, graças a atrações fantásticas e ao carinho dos fãs, o Ressaca Friends 2012 encerrou o ano de comemorações com chave de ouro!

Créditos das fotos: NParty e AsiaMix

RESENHA: Anime Friends 2012 – Dia 08

Um marco, uma experiência, muita diversão, muitos amigos reunidos ou reservado para o mehor dia do ano, desde 2003 o Anime Friends entrou para o calendário dos fãs brasileiros de cultura nipônica. Em sua décima edição em 2012 fãs, entusiastas e curiosos se juntaram na Universidade Cantareira para comemorar tal data!

Com a demora para anunciar as atrações da 10ª edição do Anime Friends, os fãs do evento não poderiam esperar mais coisas senão o que a muito tempo aguardavam para o evento: a troca de local para a sua realização.

Cerca de dois meses antes da sua data de realização, o site oficial foi posto no ar e a notícia de que o Mart Center não mais seria o local de realização de evento soou tão poético quanto devastador: o novo local do evento seria realizado em uma área muito menor que as duas antigas áreas que o evento era realizado.

A Faculdade Cantareira já havia sido o local de outros eventos da Yamato Eventos, como o Anime Party, mas nenhum deles se comparava ao tamanho do Anime Friends, o maior evento e cultura pop japonesa de toda a América!

Desconfiados, descontentes e frustrados, fãs iniciaram diversas campanhas de boicote e de protesto. Logo a Yamato se pronunciou a respeito e pode amenizar os protestos dos fãs quando disse que além da faculdade a antiga área de uma fábrica da Estrela seria usada também.

A Faculdade Cantareira suportou o público no primeiro domingo, mas se mostrou muito menor que o ideal para suportar “todo” o evento.

Pois bem, dia 10, o primeiro domingo do evento chegou e eu pude conferir como foi a realocação do evento na Faculdade Cantareira, que como a própria Yamato disse, só foi escolhida por que locais d grandes dimensões como era o Mart Center (como o Parque Ibirapuera ou o Expo Center Norte) não puderam ser escolhidos por dificuldade na negociação ou agendas lotadas.

Com salas para acoplarem as salas temáticas, uma quadra para os estandes de produtos e área de evento para as grandes empresas que se apresentam no evento, a Faculdade Cantareira se mostrou capaz de suportar o público-alvo do primeiro fim de semana e ainda acalentar os fãs mais friorentos, já que no dia 08 de julho de 2012, São Paulo amanheceu muito fria e chuvosa.

A área de palco foi diminuída, o próprio palco foi bem menor que as dos anos anteriores, mas por ser coberto e livrar os fãs da chuva, foi muito elogiada por todos os fãs no dia do evento.

O estande da Saga e da Copag foram mais uma vez o destaque da área reservada para grandes empresas, com demonstrações de games e pequenos campeonatos de card games de Pokémon.

Muitos produtos fizeram a alegria dos fãs na área de estandes!

A quantidade de estandes de produtos caiu bastante comparada aos anos anteriores, com a Comix junto deles (no Mart Center ela ficava separada, devido as suas proporções gigantescas) e parece muito mais um evento como o Anime Dreams que o maior evento do segmento do nosso continente.

Duas bandas brasileiras (Banda Gattai e Banda Iikagen), tardes de autógrafos com três artistas (Nobuo Yamada, Takayoshi Tanimoto e Kaya), apresentações de KPop e uma seletiva para a mais bela Lolita (onde o próprio Kaya foi jurado!) foram as atrações principais do dia 08, trazendo a grandiosidade do Anime Friends para o espaço reduzido da Faculdade Cantareira.

Com muitas atrações para um público mediano e em um local pequeno, o primeiro fim de semana do Anim Friends 2012 se encerrou com as apresentações dos cantores internacionais vindos diretamente do Japão, trazendo muita energia e entusiasmo para todos os presentes.

Enquanto o Super Friends Spirits com Nobuo Yamada e Takayoshi Tanimoto (tema do próximo artigo) moveu todos os fãs para o palco para cantar os sucessos de Os Cavaleiros do Zodíaco e Dragon Ball Kai, Kaya encerrou o dia com um show com altas performances e pouco público, se mostrando a escolha errada por parte da Yamato como atração de encerramento de um domingo, o dia que mais leva público para o evento.

Confortável e com atrações para ninguém botar defeito, o primeiro domingo do Anime Friends 2012 foi completo, mas sem o espírito que o evento teve durantes suas nove edições anteriores.

Cosplayers fazem a festa e levam os fãs a loucura!

A separação de atrações por tantas paredes, o tamanho reduzido mesmo em grandes estandes e a falta de muitas empresas e atrações das edições realizadas no Mart Center mostrou que o Anime Friends pioneiro e inovador precisa agora amadurecer e adotar uma estrutura digna da alcunha que conseguiu durante sua história, afinal, os grandes nomes que integram as atrações do evento fizeram a alegria dos fãs, mas estes festejaram cantores, produtos e demais atrações, e não as 10 edições de Anime Friends.

Parada Cosplay marcou o Dia das Crianças jundiaiense no Parque da Cidade

O dia amanheceu. As crianças estão felizes para estreiar seu brinquedos novos e para brincar com os amigos no seu dia. Os pais, tios, avós e toda a família está ancioso para passar um tempo juntos, aproveitando o feriado da padroeira do Brasil para ficar um tempinho a mais com seus filhos e se divertir tanto quanto as crianças. E qual o mlhor lugar pra passar uma boa tarde com a família em Jundiaí? O Parque da Cidade, claro!

Marcado por uma bonita paisagem, espelho d’água, campos de esportes, playgrounds, área para soltar pipas, usar aeromodelos, carros de controle remoto, brinquedos infláveis, caricaturistas e agora um circuito que une o lugar com o Jardim Botânico, o Parque da Cidade atraiu milhares de jundiaienses nesse dia 12 de outubro. O que todos não esperavam, é que o parque fosse o local escolhido pela Prefeitura para uma das ações que mais surpreendeu aqueles que visitaram o parque, a Parada Cosplay de Jundiaí!

Surgido nos EUA e popularizado pelo mundo pela qualidade e febre dos desenhos japoneses, o cosplay (união das palavras costume, fantasia + play, brincadeira) é a arte de se caracterizar dos personagens mais cativantes dos desenhos animados, quadrinhos e cinema para divertir a tudo e a todos.

Quem visitou o Parque da Cidade ontem soube disso: crianças, adultos, jovens, idosos, homens e mulheres se encantaram ao ver mais de 30 cosplayers caminhando por todo o parque, posando pra fotos e interagindo com os visitantes.

De um lugar muito, muito distante vieram do universo Star Wars dois cavaleiros Jedi, que com seus sabres de luz trouxeram para Jundiaí toda a magia dos filmes de George Lucas.

Willy Wonka e Jack Sparrow foram os destaques do dia, que junto com os personagens de Alice no País das Maravilhas levaram ao público a arte do cinema hollywoodiano fora das telonas.

De terras ocidentais, os cosplayers dos animes e mangás Naruto e Bleach fizeram a alegria da garotada que receberam treinamento ninja e conheceram os mistérios da Soul Society.

Comemorando as bodas-de-prata do personagem mais cativante do mundo dos games, o próprio Mário compareceu ao parque fazendo todos a recordar os desafios passados em  seus consoles, correndo atrás das tartarugas Koppa ou voando com a famosa capa amarela.

E para completar a turma, cerca de oito cosplayers com capa-de-chuva amarela  para realizar o flash-mob mais famoso dos desenhos animados: a descida das cataratas do Niágara com um barril dos personagens do Pica-Pau, que compareceu na parada dentro de seu barril.

A ação começou com uma caminhada por toda a área do parque, depois os 30 artistas se espalharam pela área de binquedos infláveis e seguiu a caminhada novamente. Após milhares de fotos e muita interação com os visitantes do Parque da Cidade, o evento repercutiu por diversas redes sociais da internet, com os jundiaienses felizes por terem se encontrado com seus personagens mais queridos da sua infância e por a visita ao parque ter proporcionado uma alegria sem tamanho aos seus filhos.

A ação foi realizada por Ede Galileu, o coordenador do grupo Jund Comics, que há mais de 10 anos organiza pequenas convenções de quadrinhos e foi o responsável pela I Parada Cosplay de Jundiaí durante a Virada Cultural jundiaiese.

A Parada Cosplay de Dia das Crianças transformou o que seria mais um dia das crianças em um marco para as crianças e todos os que visitaram o Parque da Cidade e um sucesso imensurável para o feriado mais animado que Jundiaí já teve.

Confira abaixo fotos dos cosplayers e das ações realizadas com os visitantes:

FOTOS: Davi Junior e Thaz Desenhista

Nobuo Yamada, Hironobu Kageyama, Hiroshi Kitadani e Misato Aki no Brasil

O que há de melhor para um otaku do que ir a um evento de anime, conhecer pessoas com os mesmos hobbies, comprar bugigangas, participar de concursos, assistir a palestras, tomar mupy e ainda, para finalizar o dia, curtir um super show com seus artistas japoneses favoritos?

Para quem pensa que tudo isso se trata do prestigiado Anime Friends se enganou. A Yamato Corp. preparou para este fim de ano dois eventos que prometem agitar os corações dos fãs que vivem em locais um pouco mais afastados da capital paulistas e de quebra, vai rechear o evento com artistas que os fãs do Brasil inteiro já estão com bastante saudade. Confiram:

ANIME NATION 2010

Realizado em Brasília, o Anime Nation 2010 contará com atrações para todos os gostos e públicos. Durante 2 dias, os fãs poderão se divertir com o Anime Quiz, Batalha Campal, Jogos Grow, Matsuri Dance, palestras com Marcelo Campos e Mundo Canibal, Para-Para, Concursos Cosplay, Salas temáticas e ainda fechar o dia com um super show com Nobuo Yamada e Misato Aki. Confira:

• NOBUO YAMADA

Preparem-se! O cantor original do maior hino dos animes: a abertura de Cavaleiros do Zodíaco, Pegasus Fantasy, está indo para o Anime Nation!!!! Para aqueles que já esperavam a vinda de Nobuo Yamada e para os que estão descobrindo agora que ele é a voz por trás  do rockão que toca na primeira abertura original dos Cavaleiros (e que foi gravado aqui pelo Edu Falaschi), a presença na frente do palco nos dias das apresentações é obrigatória.

Nobuo Yamada gravou Pegasus Fantasy em 1986, a convite da Columbia Records, que estava com a idéia de acrescentar pitadas de rock pesado ao estilo dos temas das série para o público masculino. Na época, Yamada era o vocalista da banda Make Up, nome em evidência da cena metaleira japonesa. A banda gravou mais de uma dezena de canções para a série e, não muito tempo depois, após alguns desentendimentos, se separou.

Com o apelido de NoB, Nobuo Yamada tentou uma carreira solo, mas nunca teve muito sucesso. Participou de diversas bandas durante os anos 90 e atualmente tem roteiro de shows lotados em Tóquio com o grupo Urugome, que segue infiltrado no caminho underground do metal japonês – gênero que ele nunca abandonou.

Pegasus Fantasy – tema de abertura de Os Cavaleiros do Zodíaco

Go Go Sentai Bokenger ao vivo

MISATO AKI

Misato Aki é uma renomada cantora de Anime Songs. Nascida em Saitama já lançou mais de 16 singles e participou de diversos álbuns e tem musicas incluídas na trilha sonora de diversos animes. Faz parte da gravadora SOLID VOX a mesma gravadora do grupo Jam Project,  ond já fez algumas participações especiais.

Blood Queen – tema de abertura de Princess Ressurrection

Kimi Ga Sora Tada ao vivo

SUPER ANIMINAS 2010

Agora a festa chega em Minas Gerais! Numa edição super especial do Animinas 2010, o evento trará aos mineiros todas as atrações mais divertidas dos eventos da Yamato e ainda apresenta no palco prncipal a banda Wasabi, Fake Number e Comitiva do Rock, além de finalizar com um super show de Hironobu Kageyama e Hiroshi Kitadani.

HIRONOBU KAGEYAMA

Apesar de comparecer ao Brasil em diversas ocasiões, Hironobu Kageyama não tinha tido a oportunidade de visitar um dos grandes centros de concentração de fãs de animes e mangás: a cidade de Belo Horizonte.

Sabendo disso, Hironobu Kageyama, juntamente com seu parceiro Hiroshi Kitadani, visita, pela primeira vez na história, um evento na capital mineira, o Super AniMinas 2010, cantando seus temas de sucesso e, com certeza, repetindo toda a energia característica de seus shows!

Chegou a hora de mostrar que o público mineiro, mais do que nunca, merece um show de um grande artista do calibre de Hironobu Kageyama!

Chala Head Chala – abertura de Dragon Ball Z

Soldier Dream ao vivo


HIROSHI KITADANI

Hiroshi Kitadani (38) o cantor do tema de One Piece, um dos animes de maior audiência no Japão, vem ao Super AniMinas pela primeira vez. Sua história de sucesso começa em 1994 quando fez parte como vocalista do grupo Stagger onde gravou três álbuns e gravou temas de comerciais de TV. Fez parte também do Lapis Lazuli que produziu quase todas as músicas do famoso jogo Guilty Gear X. Em 1999 participou do teste para interpretar o tema de um novo anime que seria lançado no Japão: One Piece, o compositor foi famoso musico Japonês Kouhei Takana. “Uma canção cheia de amor e coragem” analisa Kitadani sobre o seu hit de anime song mais famoso.

We Are – tema de abertura de One Piece

Madan Senki Ryukendo ao vivo

REVIEW: Super Friends Spirits 2010 – dia 18

Sem dúvida alguma, a principal atração do dia 18 do Anime Friends 2010 foi mais uma vez o show de encerramento com os artistas internacionais, o Super Friends Spirits 2010. E, do mesmo jeito dos anos anteriores, a falta de informação sobre quem iria se apresentar se repetiu entre os visitantes.

Mesmo com o atraso de divulgação em seus veículos oficiais, a imprensa especializada em cultura pop japonesa e as redes sociais passaram a divulgar largamente o show e as artistas, mas a maioria de fãs presentes não fazia a mínima idéia que quem subiria no palco para encerrar o evento, apenas esperavam ver os hits mais famosos do mundo dos anime e mangás interpretados no gigante palco que a Yamato montou.

O fato é: apesar de numerosos, os fãs de animação tem um conhecimento muito ralo sobre os cantores de animesog’s, não procuram extender-se nesse universo, mas cobram a interpretação de Chala Head Chala no fim do evento.

Felizmente, a Yamato Corp percebeu isso após o fiasco do Super Friends Spirits de 2009 e montou um show que agradou gregos e troianos.

Batizado em homenagem aos grandes festivais japoneses de animesong’s (o Super Hero Spirits e Animelo) o Super Friends Spirits foi realizado também nos dois fins de semana (confira o review do dia 11 aqui) sendo que o dia 18 foi estritamente feminino, trazendo as cantoras Chihiro Yonekura, Misato Aki, Minami Kuribayashi e a dupla Piyo Rabbie.

• PIYO RABBIE
Famosa na região de Akihabara, a dupla PIYO RABBIE é formada por Sunao Yoshikawa e Namihe Usagino, integrantes do grupo Dear Stage. Seu single recentemente lançado conquistou 15º lugar na venda diária do Oricon (ranking dos discos mais vendidos no Japão) e o 1º lugar no ranking semanal de venda do mesmo. Atualmente a dupla realiza o chamado de “Ota-gei” (algo como “Arte de Otaku”), que são performances diferenciadas visando o entretenimento do público. Pela sua originalidade, a dupla é constantemente chamada para lecionar este tipo de performance também. No palco do Cofesta in Brasil, o PIYO RABBIE vem trazer um pouco de Akihabara para os brasileiros!

A "Arte Otaku" no Anime Friends 2010!

• MINAMI KURIBAYASHI
Nascida em Shizuoka, no dia 11 de Junho de 1976. Dubladora, ficou conhecida pela voz de Suzumiya Haruka, do anime Kimi ga Nozomu Eien, ainda inédito no Brasil. Além da dublagem, Minami Kuribayashi também atua como cantora, participando, inclusive, de grupos com outras famosas cantoras. Tem mais de 20 singles lançados e 5 álbuns e foi com a música de abertura Tsubasa wa ~Pleasure Line~, do anime Chrono Crusade que a fez famosa. Neste ano, se prepara para visitar o Brasil pela primeira vez, convidada pelo Anime Friends, e tocar seus principais sucessos no Palco Principal!

Pela primeira vez no Brasil, a cantora promete emocionar o público.

• MISATO AKI
Também uma cantora de j-pop, a cantora ficou conhecida internacionalmente graças as músicas ”Kimi ga Sora datta” encerramento do anime Mai Hime, que também é o nome do primeiro CD profissional da cantora, lançado em 2004  e “Scarlet Bomb!” abertura do anime Neddless. Já esteve no Brasil em 2008, quando se apresentou modestamente junto com os integrantes do JAM Project.

Aki Misato terá uma participação mais privilegiada dessa vez.

• CHIHIRO YONEKURA
Após inúmeras tentativas fracassadas de gravar um CD mandando suas músicas para grandes gravadoras japonesas quando ainda estava na universidade, Chihiro Yonekura teve sua grande oportunidade de estreiar na indústria fonográfica nipônica quando foi convidada a cantar a abertura de Mobile Suit Gundam: The 08th MS Team, “Arashi no Nakade Kagayaite”. A partir daí, seus principais trabalhos sempre foram destinados aos animesong’s. Um dos destaques é o seu album de covers, onde ela interpretou Zankoku na Tenshi na Teeze.

Chihiro brilha a cada novo trabalho envolvendo animesong's.

O show teve aproximadamente uma hora e meia de duração e contou com o seguinte set-list:

01 – Piyo Rabbie: Chala Head Chala
02 – Chihiro Yonekura: Will
03 – Misato Aki: Blood Queen
04 – Minami Kuribayashi: Precious Memories

MC

05 – Piyo Rabbie: Go
06 – Piyo Rabbie: Houki Boshi
07 – Misato Aki: Kimi ga Sora Datta
08 – Misato Aki: Here I am
09 – Chihiro Yonekura: Yakusoku no Basho e
10 – Chihiro Yonekura: Eien no Tobira
11 – Minami Kuribayashi: Yell!
12 – Minami Kuribayashi: Dream Wing

ENCORE
13 – Piyo Rabbie: Pegasus Fantasy
14 – Minami Kuribayashi: Tsubasa Wa ~Pleasure Line~
15 – Misato Aki: Shoujo Meiro de Tsukamaete
16 – Chihiro Yonekura: Arashi no Naka de Kagayaite

MC – ENCERRAMENTO

OS DOIS LADOS DA MOEDA

Há duas exigências básicas facilmente notada dos fãs que vão ao Anime Friends esperando um grande show com artistas internacionais: as dos fãs de animesongs e a dos fãs de animesogers.

De um lado, há uma gama de fãs de animesong’s que esperam religiosamente que as mesmas músicas do ano passado sejam interpretadas novamente. Esses fãs não se importam com quem está no palco, apenas desejam que seus temas favoritos sejam interpretados num mega palco e que as enormes caixas de som ressoem bem alto o nome de seu herói favorito. Muitas vezes esses fãs nem sabem quem é o cantor em questão, não conhecem sua carreira e dificilmente reconheceriam o cantor original de um cover.

Do outro lado, há uma parcela de fãs em menor número que é apaixoada por diversos segmentos da cultura japonesa e aos poucos foram conhecendo e se tornando fãs dos animesongers, os interpretes dos temas dos animes. Nesse grupo, muitas vezes acontece o reverso: talvéz o anime não seja de seu conhecimento, mas o cantor e a música eles conhecem, sabem cantar de cor e ainda esperam uma canção mais inovadora.

Esses dois grupos não são únicos ou mesmo absolutos. Numa “tribo” urbana tão rica e variada como são os otakus, variações ão faltam, do mesmo jeito, um ser tão diverso como é o ser humano, torna-se impossível limitar um jovem otaku a esses dois lados formulados acima. Por outro lado, essas classificações durkheinianas servem como um guia para se entender o que aconteceu no Super Friends Spirits 2010.

Aki Misato já havia passado pelo Brasil em 2008, mas neste ano sua apresentação superou as expectativas .

UMA SURPRESA

Pois bem, quase todas as atrações do evento já se encerraram e os fãs querem voltar para casa com a máxima experiência do evento: o Super Friends Spirits. Todos no palco para contempla-la.

No dia 18, dia mais lotado do evento (veja review aqui) área para os fãs assistirem o show estava bem mais vazia que nos anos anteriores, visualmente avaliando, podia-se dizer que capacidade total estava pela metade. E não é para menos, após as mancadas dos aos anteriores que contam com um show em playback do JAM Project (a maior banda de animesong’s da história) em 2008 e um fiasco de show em 2009, que além de curto trouxe cantores muito restritos em suas performances, muitos visitantes do Anime Friends começaram a tirar o crédito da grande atração do evento.

Após a banda Wasabi abrir o show com Zakoku na Tenshi no Teeze, subiu ao palco as primeiras atrações da noite, que para espanto geral não estava anunciada como parte integrante do Super Friends Spirits, a dupla Piyo Rabbie.

Anunciada como um show a parte, a dupla de covers começou com Chala Head Chala, tema de abertura de Dragon Ball Z. Muita gente se perguntava se o Super Friends Spirits realmente havia começado, já que se esperava, por mais tarde que fosse o show, que a dupla de Akihabara se apresentasse antes do show principal.

Com a entrada de Chihiro Yonekura cantando Will logo após a saída das Piyo Rabbie, tudo se confirmou: as dupla cover integraria o último show junto das outras três cantoras.

A dupla Piyo Rabbie agitou a noite!

PARA HOMEM NENHUM POR DEFEITO

Não só Chihiro Yonekura, mas Minami Kuribayashi, Misato Aki e as próprias Piyo Rabbie derão um show de simpatia e bom humor. Apesar de a grande maioria dos fãs presentes não conhecerem metade das músicas, o carisma das cantoras japonesas fizeram toda a diferença no show, estimulando a todos ficarem para contemplar sua performance.

Alegria é a palavra que mais caracteriza o show do dia 18. As cantoras pareciam não acreditar no que viam: milhares de pessoas se divertindo com suas músicas, seguindo suas coreografias e respondendo a todos os acenos, agrados e sorrisos que as cantoras transmitiam ao público.

Quando Misato Aki cantou Blood Queen, uma da músicas mais agitadas do show, a cantora parecia não acreditar que do outro lado do mundo haviam tantas pessoas que poderiam estar num show dela.

A felicidade de Chihiro Yonekura era tão grande que podia ser sentida do Japão!

OS OVOS DE OURO DA YAMATO

Mas o destaque geral foi das Piyo Rabbie. “Se é para ver cover, prefiro ver cover brasileiros” poderiam ter reclamado os fãs mais puristas, mas não teve quem não se divertiu com as performances da dupla de Akihabara, afinal, show de animesongs sem músicas de Hironobu Kageyama ou Nobuo Yamada não é show de animesong (pelo menos no Brasil).

Yonekura, Aki e Kuribayshi agradaram seus fãs no Brasil, trouxeram inovação e qualidade ao Super Friends Spirits, mas foram as Piyo Rabbie que fizeram do show um verdadeiro sucesso.

Se não fossem elas, mais da metade dos fãs que assisitiam ao show teriam desistido logo na metade, mas a esperança em ouvir algum hit mais atual motivou a maioria dos fãs que não conheciam as outras três cantoras a ficar na área do show.

Uma das coisas mais interessantes da performance das duas foi o “efeito Pegasus Fantasy“. Quando a dupla entrou no palco para interpretar a abertura d’Os Cavaleiros do Zodíaco, a área do show encheu. Não haviam mais espaços vazios, nem buracos para mochilas. Todos se aproximaram o máximo possível do palco para ouvir o maior hit japonês já vivido em terras brasileiras.

Com o sucesso das Piyo Rabbie no Super Friends Spirits 2010, a Yamato finalmente conseguiu seus ovos de ouro. Sempre que quiser inovar e trazer artistas mais desconhecidos do grande público, como foi nessa edição do evento, basta encaixar as Piyo Rabbie e agradar fãs de animesongs e fãs de animesongers.

E com o contrato do Yamato Corp com o Avez Group (gravadora japonesa das Piyo Rabbie), as apresentações de seus cantores no Brasil serão muito mais frequentes, e com o sucesso das Piyo Rabbie no CoFesta e no Anime Friends, elas estarão sempre no topo de prioridades. Não duvido que elas tenham mais fãs no Brasil que o Japão daqui a alguns anos.

Pegasus Fantasy foi o ponto alto do show!

E O ENCERRAMENTO?

Pegasus Fantasy foi a última música das Piyo Rabbie. A música ainda conseguiu prender muitos fãs para ouvir Minami Kuribayashi cantando Tsubasa Wa ~Pleasure Line~, tema de abertura de Chrono Crusade, anime de relativo sucesso no Brasil graças ao mangá publicado por essas bandas pela Editora Panini.

Minami Kuribayashi trouxe Tsuabasa Wa ~Pleasure Line~ para o palco principal.

O encerramento ainda teve Misato Aki cantando Shoujo Meiro de Tsukamaete e Chihiro Yonekura cantando Arashi no Naka de Kagayaite.
Infelizmente, a organização do evento cometeu um grave erro nesse encerramento. Como é de praxe, todos os anos o evento só acaba após todos os cantores do Super Friends Spirits se unirem ao palco para cantar um super hit juntos. Mas não foi o que aconteceu nesse ano.

Apesar do coro pedindo “Evangelion” (no caso, pedindo para que elas voltassem e juntas cantassem Zankoku Na Tenshi no Teeze), a música não aconteceu. Ao invéz disso, a mestre de cerimônias do evento se despediu de todos e de última hora (quando todos já estavam de costas para o palco) chamou todo mundo de volta para um último bate-papo com as cantoras (MC). Uma tremenda falta de respeito com o público ou, no mínimo, uma grande falta de organização do evento.

Apesar do bate-papo refletir o mesmo carisma e carinho das cantoras para com o público, este não recompensou os fãs com a música tão aguardada.

Esse encerramento fez com que a Yamato perdesse a oportunidade de “fechar o show com chave de ouro” e perdesse mais uma oportunidade de atrair mais fãs para a atração que fez do evento o sucesso que ele é hoje.

O último "tchau" do Super Friends Spirits mais feminino da história!

Em si, o show foi muito bom, agradou a gregos e a troianos, aqueles que apenas queriam ouvir seus temas favoritos e aqueles que esperavam novidades, ficou com um ar de que faltou algo. Algo que pode facilmente ser preenchido no ano que vem se o Super Friends Spirits resgatar um pouco de sua essência para ser realizado. Algo simples, fácil e que agrada.

*Fotos por NNNery

VÍDEOS

Confira a seguir vários vídeos do Youtube que trazem videos capturados por camera caseiras por fãs. O áudio e o video não estão lá grande coisa, mas dá para sentir um pouco do gostinho do show.
Piyo Rabbie – Chala Head Chala

Piyo Rabbie – Go!!!

Piyo Rabbie – Houki Boshi

Piyo Rabbie – Pegasus Fantasy

Chihiro Yonekura – Will

Chihiro Yonekura – Arashi no Naka de Kagayaite

Chihiro Yonekura – Eien no Tobira

Minami Kuribayashi – Precious Memories

Minami Kuribayashi – Tsubasa wa ~Pleasure Line~

Misato Aki – Kimi ga Sora datta

Aki Misato – Shoujo Meiro de Tsukamaete

Aki Misato – BLOOD QUEEN

REVIEW: Anime Friends 2010 – dia 11

Local: Rua Chico Pontes, 1500, Vila Guilherme, São Paulo – SP
Quando: Dias 09, 10, 11, 15, 16, 17 e 18 de julho.
Preços: Entrada entre R$15,00 e R$25,00 por dia.


Há muito tempo São Paulo não recebe um evento de tamanha grandiosidade e organização voltada para os fãs de cultura pop japonesa.

Parece que com a realização do CoFesta 2010, onde se houve uma parceria com grandes empresas e empresários vindos diretamente do Japão, a Yamato Corp aprendeu a realizar eventos que primam pela qualidade funcional e estrutural, agradando tanto seu público cativo quanto aqueles que foram pela primeira vez ao evento.

O primeiro fim-de-semana do Anime Friends 2010 começou o dia 9 de julho, pleno feriado na capital paulista, seguindo até o dia 11, onde aconteceria o Super Friends Spirits, principal atração do evento desde a sua primeira realização.

Esta oitava edição do evento trouxe estampado junto de seu logo oficial a inscrição Special Edition, devido a reunir mais três mini-eventos, o COMIC FAIR, o SP GAME SHOW e o ASIAN FEST.

A união destes eventos possibilitou uma maior organização e uma melhor visualização de todo o espaço utilizado pelo evento. Além disso, a identificação visual utilizada, unida a mapas e folders informativos permitiam que o visitante se localizasse e se deslocasse mais facilmente em cada um dos pavilhões do Mart Center.

Este ano a diversão foi garantida.

COMIC FAIR

O pavilhão destinado ao Comic Fair possibilitou algo que a anos era cobrado da Yamato: pela primeira vez o Fanzine Expo, espaço do evento destinado à veda e divulgação do trabalho de quadrinistas brasileiros, foi valorizado, tendo lugar privilegiado junto aos estandes de grande empresas como a da loja Comics, da Playarte Pictures e da Level Up.

Nesta área, os fãs puderam encontrar diversos HQ’s com preço promocional (incluindo lançamentos e raridades como o volume encadernado de Akira publicado pela editora Globo os anos 90. No decorrer do dia, diversas atrações aida fizeram a alegria dos fãs, entre eles cursos de desenho e palestras com profissionais da área.

SP GAME SHOW

O SP GAME SHOW foi um show a parte a parte. Estandes de grandes empresas e lojas de games realizaram workshops, mostra de games e consoles, venda de lançamentos, entrevistas com programadores de jogos eletrônicos e ainda possibilitou que o fã se sentisse numa verdadeira feira internacional, tamanha a grandiosidade e o jogo de luzes e aparelhos do gigatesco estande da SAGA.

Ainda dentro desta parte do evento, foi realizado o tradicional campeonato Press Start, que distribuiu diversos prêmios aos game-maníacos.

O área do SP GAME SHOW estava caprichada.

ASIAN FEST

Se o COMIC FAIR e o SP GAME SHOW foi uma grande oportunidade da Yamato organizar as atrações do Anime Friends, o ASIAN FEST foi o grande responsável por trazer novidade ao evento.

Com atrações que variavam desde apresentações de danças típicas a estandes que trouxeram um pouco da cultura local como vestimentas, objetos, fotos e artigos históricos, o ASIAN FEST não só possibilitou que o fã de anime e mangá conhecesse um pouco dos países orientais, como China, Índia, Tailândia, Coréia e, é claro, Japão, como também atraiu descendentes desses países para o Anime Friends.

E O QUE SOBROU PARA O ANIME FRIENDS?

A area propriamente chamada de Anime Friends reuniu três pavilhões do Mart Center.

O primeiro destinado aos estandes de produtos relacionados ao universo otaku, colocou a disposição dos fãs camisetas, chaveiros, miniaturas, bótons, pelúcias, colares, cards e tudo o que se possa imaginar para que o fã do heróis japoneses gastasse suas rupias.

O segundo foi utilizado para realizar o Animekê, também tradicional atração do evento, onde se é destinado aos fãs que querem soltar a voz cantando as músicas que embalam o animes, tokusatsus e todo o universo da J-Music.

Muitos cantores de bandas brasileiras especializadas em música japonesa começaram sua carreira no Animekê, inclusive o cantor Ricardo Cruz, que hoje integra a banda JAM Project, composta pelos maiores cantores de animesong’s que o Japão já teve.

Por fim, o terceiro pavilhão oi reservado para as salas temáticas, área em que grupos de fãs montam suas atrações com prévia autorização da orgaização do evento. Alguns destaques foram a exibição dos novos filmes de Ultraman e as competições realizadas pela LOP – Liga Oficial Pokémon e pelo grupo DS Party.

Os cosplayes capricharam no dia 11.

VALEU A PENA?

Talvéz pelo espaço deste ano estar muito maior se comparado ao ao anterior, talvéz pela final da Copa do Mundo ter feito muita gente ficar em casa, o primeiro domingo do Anime Friends estava deveras sossegado.

Além da sinalização e a orgaização de primeira, a área de alimentação e os banheiros estavam muito bem cuidados e higienizados. O único ponto negativo foi a falta de bebedores, o que obrigou os visitantes a comprar água, que insubstituivel, mesmo o evento tendo a venda refrigerantes e muito MUPY, bebida de soja preferida dos otakus.

Quem escolheu ir ao evento neste dia não se arrependeu, podendo aproveitar ao máximo todas as atrações do evento sem enfrentar a super-lotação característica do último dia, tirar muitas fotos dos diversos cosplayers, que neste ao capricharam, e ainda curtir um magífico show durante a realização do SUPER FRIENDS SPIRITS, que será abordado com mais detalhes na próxima postagem daqui do blog.

Parada Cosplay em São Paulo!

Virada Cultural – SP
Parada Cosplay

Quando: 15 de maio
Concentração: Praça João Mendes, a partir das 16h
Saída: Praça João Mendes, às 18h
Chegada: Praça Roosevelt, às 19h30
Site Oficial: www.paradacosplay.com.br
Facebook: www.paradacosplay.com.br/facebook
Twitter: www.paradacosplay.com.br/twitter

Pelo 6º ano consecutivo, durante 24 horas ininterruptas, milhões de pessoas estarão reunidas para vivenciar as centenas de atrações da Virada Cultural de São Paulo.

Mas em 2010, além de música, cinema, teatro e dança, a Virada reserva uma novidade imperdível: A Parada Cosplay – realizada pela primeira vez no Brasil.

A atração pretende reunir para uma grande caminhada amantes da cultura pop japonesa, participantes caracterizados como personagens de mangás (quadrinhos japoneses), animes (animações japonesas), tokusatsu (seriados japoneses) ou vestidos com estilos da moda urbana japonesa e, claro, todas as pessoas interessadas em conhecer e se aproximar do tema.

A Parada Cosplay começa a partir das 16h, com uma concentração na Praça João Mendes, de onde os participantes sairão às 18h em direção à Praça Roosevelt. A chegada está marcada para as 19h30. Todas as novidades, notícias e expectativas dos participantes estão sendo postadas em tempo real no perfil da Parada nas redes sociais Facebook (www.paradacosplay.com.br/facebook) e Twitter (www.paradacosplay.com.br/twitter).

O Brasil tem tradição no Cosplay: em 2008, a a dupla brasileira Jéssica e Gabriel venceram o World Cosplay Summit, a maior competição japonesa desse hobby.

O hobby cosplay – costume (fantasia) + play (brincar) -, surgiu nos Estados Unidos, no fim da década de 30, dentro da feira de ficção científica Worldcon. Com o tempo, visitantes fantasiados tornaram-se padrão em convenções de séries televisivas, como Guerra nas Estrelas e Jornada nas Estrelas.

Em meados da década de 80, no Japão, começaram a surgir as primeiras fantasias baseadas em produções nipônicas. A partir de então, cosplays de mangás, animes e videogames tornaram-se uma paixão nos quatro cantos do mundo. Principalmente no Brasil, único país bicampeão Mundial de Cosplay, que acontece anualmente no Japão.

A atividade ganha mais adeptos brasileiros a cada ano. Por aqui, tudo começou em feiras pioneiras de anime e mangá, como o MangáCon, Animecon e o Anime Friends. E hoje, o país recebe os campeonatos internacionais World Cosplay Summit (WCS) e Yamato Cosplay Cup (YCC), em que os participantes elaboram suas próprias fantasias e interpretam personagens em cima do palco.

Informações importantes

• evitar levar mochilas e bolsas, pois não teremos serviço de guarda-volume;
• no caminho haverá bolsões de Banheiro e Praça de alimentação
• antes de sair de casa alimente-se e hidrate-se bem
• não consuma álcool em excesso antes da parada
• a parada cosplay terá tendas na concentração (joão mendes) e na chega (praça roosevelt) para dar suporte àqueles que precisarem fazer ajustes nas roupas

Há quatro anos a JBC patrocina a etapa brasileira do WCS.

COMENTÁRIO DAVI JR. – Apesar de eu responsabilizar a JBC pela má qualidade das publicações de mangá no Brasil, já que foi a pioneira em utilizar o horrível papel pisa-brite em suas publicações, gostei da iniciativa da editora.

Não só na Parada Cosplay, mas a JBC tem se esforçado bastante para se aproximar cda vez mais de seu público-alvo. Já há 4 anos, a editora realiza a etapa brasileira, do World Cosplay Summit, o maior campeonato de cosplay do mundo, que levou a dupla brasileira Jéssica Campos e Gabriel Niemetz em 2008 a sagrar-se campeão e ainda quebrar um tabu do campeonato: pela primeira vez uma dupla venceu fazendo um cosplay de robôs, no caso, de Burst Angel.

Agora, junto com a Yamato Corp, empresa responsável pelo Anime Friends, a JBC segue como pioneira num evento que conquistará não só o público fã de animação japonesa mas também toda a mídia, que certamente cobrirá o evento gerando mídia espontãnea para um segmento que cresce cada vez mais a cada ano.