NEXT CONQUEROR

o blog do Davi Jr.

Arquivos da Categoria: Música

RESENHA: Anime Dreams 2014 com os shows de Eizo Sakamoto, Ayumi Miyazaki e Takayoshi Tanimoto

Desde que o ser humano começou a organizar seus pensamentos, os sonhos são um tema que sempre despertou curiosidade e admiração das pessoas. Organizando uma edição inesquecível de seu evento mais querido, a Yamato Eventos conquistou a admiração dos fãs com o Anime Dreams 2014!

Anim-Dreams-2014

EVENTO DOS SONHOS

Desde que a Yamato Eventos escolheu a temática dos sonhos para tematizar seu evento de cultura pop japonesa de janeiro, muito da ideologia inicial, como a árvore dos sonhos, ascendeu para um grupo de atividades que misturaram o comum com o desejado.

Se por um lado o Anime Dreams sempre reuniu muitas das atrações de eventos como Anime Friends e o Ressaca Friends, o clima de verão, a sensação de novidade do ano novo e a variedade de atrações sazonais sempre fizeram do evento um verdadeiro sonho realizado.

Como se toda essa filosofia não bastasse, a edição de 2014 fez algo que desde o seu nascimento, no longínquo 2004 parecia improvável: trazer atrações internacionais ao evento!

SUPER FRIENDS SPIRITS FORA DE ÉPOCA

Mesmo que o sonho de ver o Ranger Branco ir por água abaixo no ano anterior, sempre que um novo sonho começava, novas motivações sempre trouxeram novos fãs aos que já foi o terceiro maior evento do Brasil!

As atrações internacionais fervilharam os palcos do Anime Dreams!

As atrações internacionais fervilharam os palcos do Anime Dreams!

E os escolhidos para o novo sonho foi um trio querido pelos fãs e agraciados pelo seu talento e variedade musical.

No sábado, dia 25, Eizo Sakamoto, o rei do Heavy Metal japonês voltou ao Brasil após mais de 6 anos longe do público brasileiro.

Considerado o maior metaleiro do Japão, Eizo é um artista de multiplas facetas, sendo o mundo dos animesong’s um de seus muitos destaques no mundo musical. Ex-membro e um dos idealizadores do JAM Project (maior banda de animesongs do Japão), o cantor praticamente criou um gênero musical com a Animetal, banda em que o cantor interpretava os maiores hits dos animesong’s em ritmo de heavy metal, os quais trouxe com força total ao palco do Anime Dreams junto de Ricardo Cruz (brasileiro membro do JAM Project)!

No domingo, dia 26, foi a dupla Ayume Miyazaki e Takayoshi Tanimoto que agitou o palco principal do evento!

Ayumi Miyazaki cantor e compositor japonês, conhecido no Brasil por seu trabalho em Digimon e muito reconhecido no Japão por suas composições. Dono da voz dos tema de evolução para Digimon Adventure e também para Digimon Frontier, todo o palco digievoluiu ao recordar as marcantes canções do anime.

Ayumi Miyazaki é um dos maiores cantores de trilhas sonoras de anime!

Ayumi Miyazaki é um dos maiores cantores de trilhas sonoras de anime!

Como compositor, compôs temas de Prince of Tenis, Hantaro, Doraemon e muitos outros. Surpreendendo o público ao interpretar os temas de Nana e Dekaranger no palco, o público foi a loucura, saudando um dos cantores mais talentosos do mundo das animesongs!

Ainda no digimundo, Takayoshi Tanimoto começou sua carreira como anime singer com o tema “One Vision” e Digimon Tamers, em 2001. A partir daí, começou a atuar cada vez mais nessa área, cantando temas não só para animes, mas também para games e até propagandas.

Pela primeira vez num evento da Yamato sem estar ao lado de Nobuo Yamada, o cantor pareceu incorporar o espírito do cantor de Pegasus Fantasy ao cantar a abertura de Dragon Ball Kai, Dragon Soul, em um mescla de idiomas, cantando parte em japonês e parte da canção em português!

Seguindo com os temas de Zatch Bell, Gekiranger e, claro, Digimon, a segunda Geni-Dama do palco aconteceu quando o cantor interpretou Yeah! Break! Care! Break! ensinando o público a coreografia do Kame-Hame-Ha!

Tanimoto já entrou nas maiores paradas de sucesso do Japão!

Tanimoto já entrou nas maiores paradas de sucesso do Japão!

E para encerrar o evento com chave de ouro, os dois cantores subiram ao palco fazendo uma justa homenagem ao cantor Kouji Wada, interprete das aberturas das 4 primeiras séries de Digimon, que havia pausado a sua carreira por quase 3 anos devido a um câncer que havia desenvolvido.

Após uma mensagem de esperança, coragem e força de Tanimoto a dupla cantou, junto com Ricardo Cruz (que foi o tradutor das conversas dos cantores com o público) a música Butterfly, tema da primeira série de Digimon, um momento de muita emoção que marcou para sempre o coração dos fãs, encerrando o evento da maneira mais genial possível!

NOVOS SONHOS

Com a vinda de Flow ao Brasil no Ressaca Friends 2013 e o primeiro concerto internacional com artistas de primeira catgoria no Anime Dreams 2014, os fãs do Brasil passam a sonhar cada vez mais com o futuro dos eventos no Brasil: cada vez maiores, mais sólidos e com mais atrações.

O que esperar daqui pra frente? A esperança é grande e os desejos numerosos, confiando na qualidade das atrações despertados pelo Anime Dreams, a resposta certamente será a realização de muitos sonhos!

Todos os artistas reunidos em mais um sonho de evento!

Todos os artistas reunidos em mais um sonho de evento!

RESENHA: Ressaca Friends 2013 – 10º aniversário com o show da banda Flow!

Quem poderia adivinhar que a edição de 10 anos do Anime Friends (leia a resenha aqui) traria uma surpresa que deixaria os fãs em tamanha euforia para o último evento de cultura pop do ano? Após quase 6 meses de espera, finalmente os fãs puderam curtir o Ressaca Friends 2013 com um incrível show do Flow!Ressaca

RESSACA FRIENDS 2013

Se o Ressaca Friends voltar a ser realizado na Universidade Cruzeiro do Sul em sua edição de 10 anos já foi uma grata surpresa, o que dizer de um evento que surpreendu ao trazer um show internacional após em sua 10ª edição?

O que dizer então quando os fãs souberam que o show internacional deste evento seria nada menos que uma das maiores bandas jovens do Japão e uma das que mais tem fãs no Brasil?

Pois é. Assim como o Anime Friends, a Yamato Eventos decidiu que 2013 seria o ano que seus eventos receberiam a melhor edição de todos os tempos e o Ressaca Friends, como irmão mais novo do maior evento de cultura pop da América Latina, não ficou de fora.

Com diversas atrações nacionais, dubladores, estandes com produtos cada vez melhores e mais variados (o que demonstra uma profissionalização de empresas que trazem produtos japoneses para o Brasil) e uma diversidade de campeonatos que fizeram a alegria dos fãs, o Ressaca Friends foi um evento completo, mas o que mais se ouvia em todos os cantos e principalmente próximo ao palco principal era: que horas começam o show do Flow?

Os estandes do evento contam com produtos cada vez melhores e mais variados!

Os estandes do evento contam com produtos cada vez melhores e mais variados!

FLOW

FLOW é uma banda composta por cinco pessoas, sendo eles dois vocalistas, um guitarrista, um baixista e um baterista.

Ela foi originalmente formada em 1993 por TAKE e seu irmão mais velho KOHSHI. Em 1998, o nome foi mudado para FLOW e em 2000 foi formada a banda que conhecemos hoje, com a entrada de mais membros para o grupo: GOT’S (baixo), KEIGO (vocalista) e IWASAKI (baterista).

Em abril de 2004 a música “GO!!!” foi escolhida para ser abertura do tão conhecido anime Naruto (que já era muito popular nesta época). Assim, esta música tornou-se extremamente popular e foi a porta para que a banda fosse responsável por outros temas de animes, sendo “DAYS”, tema de Eureka Seven, um exemplo. O álbum “FLOW ANIME BEST” inclui dez dessas aberturas feitas por eles, sendo lançado em abril de 2011 no Japão e no mês seguinte teve sua estreia nos EUA.

Com sua comemoração de 10 anos da banda e os convites de eventos de anime vindos de todo o canto do mundo, a banda FLOW decidiu expandir sua atuação, fazendo shows em outros países, principalmente depois de serem escolhidos para fazer o tema da música do mais recente filme de DBZ, o “Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses”.

Cosplayers fizeram bonito!

Cosplayers fizeram bonito!

Pouco antes das 18h30, a agitação dos fãs já era geral. Parecia um sonho que realmente o Flow estaria no Brasil. Mesmo com um palco pequeno muito abaixo do que a banda merecia, o aglomerado de fãs em todos os cantos do palco fazia a energia ser sentida de longe.

Pontualmente no horário marcado, Flow entrou em palco e começou a catar as atuais músicas de trabalho da banda, o que fazia os fãs sentirem um misto de orgulho e euforia únicos que se misturavam em gritos e pulos!

Ao iniciar a cantar os animsongs os fãs foram a loucura, desde o momento em que Keigo soltou a frase “Are you ready, Brasil?”. Se as músicas de Code Geass foram um arraso, foi quando a banda tocou Fighting Dreamer que o espetáculo chegou ao seu ápice!

Com uma despedida em ritmo de futebol e cheia de alegria, banda e fãs sentiram uma energia única em que oriente e ocidente esquecem suas diferenças sociais, culturais e comunicacionais, fazendo da despedida, uma promessa de voltar a guiar multidões!

RESSACA FRIENDS + FLOW

O que parecia nunca acontecer, finalmente começou ao Brasil: com o show do Flow, é possível que muitas bandas de renome do Japão venham para as terras tupiniquins fazer a alegria dos fãs e aproximar os laços entre o Brasil e a Terra do Sol Nacente.

Flow se despediu com uma foto épica!

Flow se despediu com uma foto épica!

Ainda há muito o que melhorar, principalmente em infra-estrutura. O local de realização do Ressaca Friends, apesar de perfeito para o formato do evento nesses 10 anos, não é o ideal para receber uma banda como o Flow, devido a baixa capacidade de acomodar os fãs junto ao palco.

Mesmo atraindo um público muito acima da média para o evento (com ingressos esgotados, inclusive), não foram poucos os fãs que não puderam curtir o show de encerramento do primeiro dia do evento.

Épico e eletrizante, o show do Flow foi o início de uma nova era para os shows de cantores japoneses no Brasil e o sinal cabal que a formatação dos eventos do Brasil, além do Anime Friends, precisam se adequar a essa nova era!

RESENHA: Anime Friends 2012 – JAM Project Latin American Tour Arigato Tomodachi

Lendas, mitos, heróis, sonhos, conquistas, coragem, amizade, histórias, romances, vitórias. Tudo isso está ligado as animesongs, as canções que embalam e tematizam os desenhos animados japoneses e muitas vezes se tornam referência dos mesmos. Trazendo toda essa energia e vibração do Japão, o JAM Project iniciou nesse último dia 15 de julho a Latin American Tour da banda no Brasil, turnê esta que não poderia ter melhor nome senão Arigato Tomodachi.

A décima edição do Anime Friends foi uma das mais marcantes para todos que a frequntaram, tanto pela inadequação do local onde foi reaizado como pela grandiosidade das atrações que integraram o evento.

As atrações internacionais Nobuo Yamada, Takayoshi Tanimoto, Paul Zallon e Kaya junto com todas as bandas, cantores, dubladores e outros grandes nomes que fazem a cultura pop japonesa crescer cada vez mais no Brasil fizeram a cabeça dos visitantes do evento, mas nada foi tão grandioso como o show do JAM Project.

• JAM PROJECT

O JAM Project (Japan Animationsongs Makers Project) é um grupo de cantores formado no Japão em 19 de julho de 2000 por Hironobu Kageyama, Eizo Sakamoto, Ichiru Mizuki, Rica Matsumoto e Masaaki Endoh com o intuito de reunir em uma só banda os maiores cantores de animesongs (temas de desenhos animados e seriados japoneses) em uma só banda em resposta as grandes gravadoras internacionais que começaram a utilizar animes e suas variantes para divulgar  a música de seus cantores em temas que muitas vezes fugiam da temática da animação em questão.

JAM Project em foto para o Symphonic Album Victoria Cross.

A atual formaçãodo JAM Project é:

Hironobu Kageyama: cantor dos temas de abertura de Changeman, Dragon Ball Z, Os Cavaleiros do Zodiaco, Sonic X entre outros. É conhecido como o Príncipe dos Animesong’s e é o líder do JAM Project.

Masaaki Endoh: cantor dos temas de Abaranger, Ecogainder, Street Fighter Victory, entre outros. É conhecido como o Leão dos Animesong’s.

Hiroshi Kitadani: cantor dos temas de abertura de One Piece, Ryukendo, entre outros. Foi o vocalista da banda de J-Rock Lapis Lazuli

Masami Okui: cantora dos temas de abertura de Slayers, Utena, Yu-Gi-Oh, entre outros. É colunista da revista Newtype, uma das mais populare publicações de animação no Japão.

Yoshiki Fukuyama: Cantor dos temas de Macross 7, entre outros. Faz os arranjos em Heavy Metal do JAM Project e já foi o vocalista da banda Fire Bomber. Para se recuperar de um grave problema de saúde, o cantor não pode participar da Latin American Tour.

Ricardo Cruz: Cantor dos temas de abertura brasileiro de Hunter X Hunter e Os Cavaleiros do Zodíaco Hades Inferno. Já foi o vocalista da banda Wasabi, redator da editora Conrad, tradutor de mangás e atualmente é o editor da revista musical Sax.

Ricardo Cruz entrou para a banda em 2004 após um longo concurso mundial.

Como atração principal de todo o evento e grande destaque do segundo fim de semana, os preparativos para o show que a banda realizou no dia 15 de julho para encerrar o Anime Friends 2012 ja começaram cedo, com vídeos da banda falando com o público brasileiro e amostras das músicas durante todos os dias do evento, tanto o público cativo da banda como o público casual esperava muito da apresentação.

Em meio ao show da Banda Wasabi, logo de tarde a euforia dos fãs já começava. As 16h30 começava o Meet & Greet da banda para os mais afortunados que garantiram seu ingresso VIP. Recebidos com grande euforia pelos fãs da fila das fotos e pelos fãs que se acotovelavam nas grades próximas as áreas reservadas para os artistas, Hironobu Kageyama, Hiroshi Kitadani, Masami Okui, Masaaki Endoh e Ricardo Cruz chegaram cheios de energia.

Os fãs brasileiros que participaram ganharam uma pasta autografada dos cantores enquanto tiravam fotos, entregavam presentes e arriscavam algumas palavras em japonês para saudar tamanha felicidade em estar perto dos seus ídolos. Ao mesmo tempo, todos os cinco acenavam, mandavam beijos e agradeciam aos carinhos dos fãs que gritavam em uníssono o nome de cada um dos membros da banda do início até o fim do Meet & Greet.

JAM Freaks: o fã clube oficial brasileiro marcou presença no Meet & Greet.

Logo as 18h muitos fãs já se aglomeraram próximos do palco principal para aguardar o início do show que aconteceria uma hora. Com o logo da Latin American Tour o tempo todo na tela, os músicos da banda começaram a tirar o som dos instrumentos para que pontualmente as 19h, começasse o tão aguardado show.

Com um pouco mais de duas horas de duração, o set-list contou com as seguintes músicas:

1 – Noah
2 – Crest Of Z’s
3 – Vanguard
MC
4 – Break Out
5 – Nageki No Rozario
6 – Garo ~ Savior In The Dark
MC
7 – Waga Na Wa Garo
8 – Shougoshin ~ The Guardian
MC
9 – Rinbu Revolution (Masami Okui)
10 – We Are (Hiroshi Kitadani)
11 – Bakkuryu Sentai Abaranger (Masaaki Endoh)
12 – Cha La Head Cha La (Hironobu Kageyama)
MC
13 – Ki-Zu-Na
14 – Hagane No Resistence
15 – Transformers Evo
16 – Victory
MC
17 – Gong
18 – Rocks
19 – Rescue Fire

ENCORE
20 – Hero
21 – Skill

Titãs no Anime Friends: o palco ficou pequeno para tamanho espetáculo!

Se o aguardo do show já emanava uma vibração dos fãs de fazer inveja a qualquer banda de renome internacional enquanto era exibido um vídeo de abertura do show como a banda sempre faz em seus shows de DVD, a energia que aconteceu ao se iniciar o show explodiu em todos os cantos da Faculdade Cantareira.

Iniciado com três músicas que a banda está trabalhando no Japão e nas suas atuais turnês, todo o público do Anime Friends pôde sentir toda a essência da banda, com o toque forte de Noah, o som lúdico de Crest Of Zs e a mensagem de Vanguard.

J-Rock, progressivo, Rock’n Roll, Heavy Metal para o JAM Project qualquer tipo de classificação não importa, tudo é animesong, e independente de ser no Brasil ou no Japão, a mensagem pode ser entendida por quem for e quando for, desde que as pessoas não deixem de acreditar em seus sonhos.

Tal premissa se seguiu nas canções posteriores, mais conhecidas do público e mais queridas pelos fãs. Se Break Out trouxe todo o espírito da banda para o palco, foi a surpresa de Nageki no Rozario que causou furor, fazendo com que os temas de Garo ganhassem a dianteira quando começaram a ser tocadas.

Durante os MC’s, muitas vezes Kageyama falava sem a ajuda de um tradutor, mostrando que a linguagem dos sonhos trazidos pelos animesongs independem de uma língua ou de uma nacionalidade, é uma energia gigantesca que impele fronteiras e atravessa o mundo para ser ouvida.

As conversas com o público aproximavam artista e fã.

Quando Ricardo Cruz explicou os problemas de saúde que Yoshiki Fukuyama estava passando, obrigando-o a não estar presente na turnê pela América Latina, os fãs brasileiros começaram a gritar seu nome, fazendo com que o próprio Kageyama reconhecesse que tamanha energia dos fãs certamente está dando muita força para o Fire Bomber.

Durante a apresentação solo dos cantores, os fãs brasileiros foram a loucura mais uma vez. Com músicas que já entraram para a cultura otaku de maneira tão performática que é impossível de desvincular, os temas de Utena, Abaranger, One Piece e Dragon Ball Z foram cantados trazendo toda a habilidade e o talento de cada um dos integrantes da banda em suas carreiras solo.

Após a romântica KI-ZU-NA, o JAM Project iniciou uma série de músicas “poderosas” que caracterizam o som da banda fazendo suas canções ecoar por todo o mundo. de Hagane no Resistance até a Rescue Fire, o palco ficou pequeno para tamanha grandiosidade de cada performance. Não eram cantores, mas verdadeiros titãs da música mundial fazendo o que eles sabem de melhor: comover e cativar por meio da melodia de suas vozes.

O Encore encerrou o show de maneira épica! Mesmo sem utilizar a versão que a banda gravou em português, Hero levou a mensagem da criação da banda para os fãs brasileiros. Após isso a música mais emblemática da banda, Skill, elevou o show até o infinito, levando os fãs brasileiros a irem cada vez mais alto nos seus sonhos, voando junto de todos aqueles a quem lhe são importantes e sempre agradecendo ao Senhor Cristo.

Obrigado amigos!

Descrever a Latin American Tour ainda é pouco. É impossível descrever toda a aura que preencheu a pequena Faculdade Cantareira durante a realização do show. Do mesmo modo que o JAM Project e o Anime Friends mostram que não há fronteiras para a cultura pop japonesa no Brasil e no mundo, fãs e artistas se reuniram em ascensão agradecendo uns aos outros pela disseminação da mensagem de coragem, amizade e superação dos animesongs em palavras ditas em japonês, mas ouvidas em todas as línguas: Arigatô Tomodachi.

Fotos por JAM Freaks.

JAM Project no Anime Friends 2012!

Que o Anime Friends 2012 terá o JAM Project em sua atração especial de 10 anos você já sabe. Que o show vai acontecer no dia 15 de julho, no palco principal do evento com a banda oficial da banda do Japão, você também já sabe. O que você não sabe, é que a banda gravou um vídeo para os fãs latino americanos para aquecer os motores para os shows que acontecerão na sua turnê por nossas terras.

Confira abaixo Hironobu Kageyama, Masaaki Endoh, Hiroshi Kitadani, Masami Okui e Yoshiki Fukuyama cumprimentando a nós, fãs, e de quebra confira o release do site oficial do show no Brasil:

JAM Project

Certo dia três grandes ídolos japoneses – Eizo Sakamoto, Hironobu Kageyama e Ichiro Mizuki – resolveram criar um grupo de cantores de animesongs para realizarem um concerto fora do Japão. A idéia era criar músicas dedicadas aos animes e botar a essência dos animesingers nas músicas. Para completar o grupo foram escalados Massaki Endoh, que já trabalhava com Kageyama na época, e Rica Matsumoto, famosa por seus trabalhos com o anime Pokémon. E assim, no ano de 2000, nasce o JAM Project (Japan Animationsongs Makers Project).

Em Junho de 2002, outro cantor chama a atenção de Kageyama com as músicas do anime One Piece: Hiroshi Kitadani. Com a aprovação de todos, mais um membro ingressa ao JAM Project e atinge o número de 6 integrantes. Porém, o mais velho do grupo, Ichiro Mizuki, anuncia sua saída, passando o bastão de líder para Kageyama.

Em 2003, é a vez de Eizo Sakamoto investir em sua carreira solo, deixando o grupo com apenas quatro integrantes. Felizmente foi por pouco tempo. No mesmo ano, Masami Okui e Yoshiki Fukuyama chegam ao JAM Project, incrementando ainda mais a dose de talentos da banda.

No ano de 2004, Kageyama, Endoh e Okui, acompanhados pelo ex-membro Eizo Sakamoto, vieram juntos ao Brasil pela primeira vez, para participar do Anime Friends. Neste evento, Kageyama conheceu Ricardo Cruz, que já cantava covers de animesongs. O líder do JAM curtiu a voz do garoto e solicitou uma fita demo.

Em 2005, foi criado um concurso para eleger um novo membro para o JAM Project. O brasileiro Ricardo Cruz, inscrito pelo próprio Kageyama sem o brasileiro saber, venceu o concurso. E assim, Cruz foi para o Japão gravar sua primeira música com o grupo: GONG, música tema de abertura do game Super Robot Wars.

Em 2008, Rica se desliga do grupo, para se dedicar às gravações de Pókemon, já que é a dubladora do personagem principal do anime.

Neste mesmo ano, se dá início a turne mundial do JAM Project, entitulada NO BORDER, que incluiu, entre diversos países, o Brasil. Pela primeira vez, o cantor brasileiro do JAM Project participaria de um show com o grupo completo em seu país natal. O show foi um verdadeiro sucesso, sendo o maior deles fora do Japão, e deixou os fãs brasileiros satisfeitos com uma apresentação impecável e com muitos sucessos.

Hironobu Kageyama

É provavelmente o cantor de anime songs mais conhecido e aclamado no mundo. No Japão, ganhou o título de “príncipe dos anime songs” graças aos seus mais de 30 anos de carreira e quase 1000 músicas gravadas. Kageyama começou a cantar profissionalmente no final dos anos 70, como vocalista da banda Lazy, um enorme sucesso da época. Em 1985, já como artista solo, gravou seu primeiro anime song, que também é sua música mais conhecida no Brasil: a abertura da série Esquadrão Relâmpago Changeman. De lá pra cá, Kageyama acumulou clássicos no repertório: Cha-la-Head-Cha-la e We Gotta Power, de Dragon Ball Z, Soldier Dream, de Cavaleiros do Zodíaco, Defensores da Luz Maskman, etc.

A partir dos anos 2000, criou o grupo JAM Project com o objetivo de dar uma roupagem moderna aos anime songs da nova geração sem perder, no entanto, a essência que caracteriza o gênero. A empreitada deu muito certo. O grupo acumula mais de 200 canções e segue conquistando um público cada vez maior em todo o mundo.

Masaaki Endoh

Endoh saiu cedo do estado de Miyagi para tentar ganhar a vida como cantor em Tóquio. Gravou seu primeiro disco como vocalista do trio Stepple Jack no começo dos anos 90 e, logo em seguida, estreou também como cantor de anime songs com o dueto Forever Friends, do anime Street Fighter II Victory.

Dono de uma voz poderosa, Endoh ganhou notoriedade cantando o tema de abertura do anime Gaiogaiger, em 1995. Mas foi em 2003, com a música de abertura de Abaranger, que conquistou uma enorme legião de fãs, dentro e fora do Japão.

Está no Jam Project desde a sua formação, ao lado de Hironobu Kageyama, com quem tem uma longa história de projetos conjuntos. Também já lançou três álbuns de músicas próprias em que explora seus estilos favoritos e principais influências.

Masami Okui

Começou a carreira em 1989, como backing vocal de artistas de sucesso como Yumin e Yuki Saito. Em meados dos anos 90, assinou com o selo Star Child e se tornou uma artista solo, gravando principalmente temas para animes. Seu maior sucesso dessa época é a música Rondo Revolution, da série Shojo Kakumei Utena. Cantou também músicas para a trilha de outros desenhos conhecidos no Brasil, como Slayers, Cyber Marionette e YU-GI-OH.

Quando criança, Okui era fã da banda Lazy, de Hironobu Kageyama. Já declarou que sua maior fonte de influência musical sempre foi o grupo. Então, dá para imaginar a sua satisfação quando entrou para o Jam Project, em 2003. Anualmente, ela costuma lançar em média um álbum solo, além de ajudar a organizar o show Animelo Summer Live – o maior encontro de cantores de anime song do Japão.

Yoshiki Fukuyama

É um beatlemaníaco apaixonado, até hoje. Sabe tocar – sem exagero – todas as músicas do quarteto, com o mérito de conseguir aproveitar essa influência em suas composições sem perder a originalidade. Em 1994, Fukuyama interpretou a voz cantada do personagem Basara Nekki, do cultuado anime Macross 7. Gravou alguns discos com músicas usadas na série, assinando com o pseudônimo de Fire Bomber. Entrou para o JAM Project em 2003, junto com Masami Okui.

Em 2006, como cantor solo, lançou seu maior sucesso, a música Makka na Chikai, que chegou a 33a. posição no ranking geral da Oricon, a Billboard japonesa.

Hiroshi Kitadani

Começou como vocalista de bandas amadoras de visual kei. Em 1999, o famoso compositor de anime songs Kohei Tanaka pediu a Kitadani que cantasse a demo do primeiro tema de abertura de One Piece. O resultado impressionou os produtores, que o convidaram para gravar a versão final da música. Com o sucesso do anime, Kitadani também ganhou popularidade e, em 2002, foi convidado por Hironobu Kageyama para entrar no Jam Project.

No final de 2011, a Toei Animation encomendou ao mesmo time que fez a primeira abertura de One Piece uma nova canção para a série. Kitadani e Tanaka juntaram forças mais uma vez – doze anos depois – para criar a música We Go!, tema que toca atualmente na série no Japão.

Ricardo Cruz

Aficcionado por séries e desenhos animados japoneses, Ricardo estudou durante um ano no Japão, em 1999. No ano seguinte, começou a trabalhar como jornalista na Conrad Editora, onde participou das revistas Herói 2000, Pokémon Club, Herói Mangá, Play, Nintendo World, etc. Em seguida, trabalhou com tradução de mangás para as editoras JBC e Panini.

Como cantor, se apresenta em eventos no Brasil desde 2001. Em 2005, foi escolhido por Hironobu Kageyama para ser o membro internacional do Jam Project. Estreou no grupo com a música Gong e, desde então, compõe e grava novas canções para a banda, além de participar de sua turnê anual.

REVIEW: Super Friends Spirits 2011 – dia 17

Em 2007, quando o Anime Friends completou 5 anos, a Yamato Eventos conseguiu trazer ao palco do evento um dos artistas que os fãs brasileiros de anime e mangá mais gostariam de ver de perto: Nobuo Yamada, o cantor japonês intérpreteo animesong de maior sucesso de todos os tempos no Brasil: Pegasus Fantasy.

A vinda do cantor ao Brasil, aliado aos outros grandes nomes que estavam presentes no show, fez do Super Friends Spirits 2007 o maior show de animesongs que o Brasil já teve. Todos os anos que o procederam, com vários altos e baixos, nunca conseguiram alcançar o sucesso de 2007.

Mas em 2011 Nobuo Yamada voltou ao Super Friends Spirits para mostrar como e que se faz um show de animesong de verdade!

Na edição 2011 do evento, a Yamato preparou 4 apresentações de Super Friends Spirits, nos dias 09, 10, 16 e 17 de julho, sendo que em cada fim de semana, artistas diferentes foram selecionados. Para o dia 17, o evento recebeu os cantores Takayoshi Tanimoto e o já comentado, Nobuo Yamada:

• NOBUO YAMADA
Pegasus Fantasy. Bastou uma única música para que Nobuo Yamada colocasse para sempre seu nome na história como um dos maiores cantores de animesong de todos os tempos. Vocalista da banda Hard Rock Make-Up, sucesso no Japão nos anos 80, Nobuo ficou conhecido no mundo todo por interpretar os temas de abertura e encerramento d’Os Cavaleiros do Zodíaco.

Hoje, além dos trabalhos com o Make-Up e em carreira solo, o cantor ainda participa de diversos projetos musicais, integrando a recém formada banda Dr. Metal Factory, que faz covers de clássicos da J-Music em formato Heavy Metal e o Project R, grupo musical formado pela Toei Company para compor os temas dos tokusatsu produzidos pela empresa, que já lhe renderam os temas de abertura de Gou Gou Sentai Boukenger e Tensou Sentai Goseiger.


• TAKAYOSHI TANIMOTO
Takayoshi Tanimoto tem história no mundo dos animesongs, sendo o intérprete do tema de evolução de Digimon Tamers e os temas de abertura de Zatch Bell e Juuken Sentai Gekiranger. Mas foi em 2009 que o cantor atingiu o ápice de sua carreira, quando gravou os temas de abertura e encerramento de Dragon Ball Kai, versão remasterizada (e encurtada) de Dragon Ball Z.


O show teve aproximadamente duas horas de duração e contou com o seguinte set-list (ainda incompleto, tentarei atualizar o mais breve possível):

1 – Dragon Soul (abertura de Dragon Ball Kai)
2 – Kimi ni Kono Koe ga Todokimasu you ni (abertura de Zach Bell)
3 – Pegasus Fantasy (abertura de Os Cavaleiros do Zodíaco)

MC com Nobuo Yamada

4 – Go Go Sentai Bokenjya Shudaika (abertura de Bokenger)
5 –
6 – One Vision (tema de evolução de Digimon Tamers)

MC com Takayoshi Tanimoto

7 – Yeah! Break! Care! Break! (encerramento de Dragon Ball Kai)

MC com Nobuo Yamada

8 – Madou Kishi Wolzard (música inserção de Magiranger)
9 – Boukenja Go On Fighting! (música inserção de Bokenger)
10 – Mienai Tsubasa (abertura de Zacth Bell)
11 – Juuken Sentai Gekiranger (abertura de Gekiranger)
12 – Can’t Say Good-Bye (inserção de Os Cavaleiros do Zodíaco)
13 – Never (tema do filme Os Cavaleiros do Zodíaco – Prólogo do Céu)

MC com Nobuo Yamada

14 – Blue Forever (encerramento de Os Cavaleiros do Zodíaco)

Encore

15 – Dragon Soul (abertura de Dragon Ball Kai)
16 – Pegasus Fantasy (abertura de Os Cavaleiros do Zodíaco)

Antes de falar sobre o show, é importante salientar algumas coisas interessantes que aconteram no evento antes da entrada dos artistas no palco.

Depois da já comentada tarde (clique aqui para conferir) de autógrafos com Nobuo Yamada e Takayoshi Tanimoto, os fãs que se dirigiram ao palco puderam assistir a final do campeonato animekê, onde os grupos vermelho e branco se desafiavam e o próprio cantor Kaya estava como jurado. Com o anúncio da vitória do grupo vermelho, a equipe começou a cantar a música Bakuryu Sentai AbaRanger, canção que se destacou durante as apresentações. Com um ritmo animado e alucinante, todos no palco começaram a imitar a coreografia do cantor original da música, Masaaki Endoh, no palco quando, no auge da música houveram problemas na luminação do palco e todos os equipamentos falharam.

O público ficou na escuridão por mais ou menos 10 minutos quando, com a força de uma Genki-Dama simulada pelos que lá estavam, os materiais do palco voltaram a funcionar e a banda Wasabi pode começar a testar os instrumentos para acompanhar os cantores internacionais.

Fazendo a abertura do show com Soldier Dream, o segundo tema de abertura d’Os Cavaeiros do Zodíaco, a banda Wasabi, junto com a apresentadora Plu contagiou o público para o início do Super Friends Spirits.

Tanimoto foi o primeiro a entrar no palco.

O primeiro artista a entrar no palco foi Takayoshi Tanimoto, interpretando Dragon Soul,  tema de abertura de Dragon Ball Kai. O atual sucesso do anime em todo o mundo fez com que o público se anima-se logo com a primeira música do show.

Após duas músicas, Tanimoto deu lugar ao tão aguardado Nobuo Yamada, que já entrou cantando Pegasus Fantasy, levando todo o público a loucura. Pegasus Fantasy, além de ser conhecida como o hino dos animesongs do Brasil, remete as lembranças mais variadas no público, desde o cativo público fã da série desde os anos 90, até os fãs mais atuais de Seiya e cia.

Após a música, Ricardo Cruz, cantor brasileiro que integra a banda japonesa JAM Project, entrou no palco para a primeira conversa com o cantor. Durante a conversa, Nobuo disse que apesar de mais de 24 horas de viagem do Japão até o Brasil, ele sempre se realiza ao subir ao palco e sentir uma energia tão positiva do público.

O show prosseguiu com os temas de Bokenger e Digimon, até que Takayoshi Tanimoto ensinou ao público a coreografia de Yeah! Break! Care! Break! o tema de encerramento de Dragon Ball Kai. Durante a música e todas as outras que a procederam, Tanimoto se mostrou um artista mais do que carismático, conseguindo contagiar a todo o público mesmo com as suas músicas menos populares no Brasil.

A última canção de Tanimoto foi o tema de Gekirager, que mais uma vez levou o público a gritar, se divertir, brincar e pular com as brincadeiras e motivações de Tanimoto.

Nobuo emocionou o público com a nova versão de Blue Forever!

Nobuo entrou para encerrar o show com os épicos temas de Saint Seiya: Can’t Say Good-Bye, Never e Blue Forever. A última cantada, inclusive, foi a versão mais recentemente gravada pelo cantor, a chamada 21st Century Version.

Mas as músicas não foram o suficiente para acalmar os ânimos do público que após o encerramento do show clamaram por mais músicas.

Após algumas brincadeiras da produção do show com um jogo de luzes que parecia anunciar e desanunciar a chegada de um dos cantores, finalmente Takayoshi Tanimoto voltou a subir ao palco para cantar novamente Dragon Soul.

Mas o ponto máximo do show aconteceu quando Nobuo Yamada subiu ao palco após a saída de Tanimoto,voltando a cantar Pegasus Fantasy. Surpreendendo a todos, Nobuo Yamada cantou a segunda parte da música em português, o que levou o público a um verdadeiro frenesi, levando a todos no palco a um sentimento de realização sem tamanho.

Nobuo falando com o público com a tradução de Ricardo Cruz.

Para encerrar o show Ricardo Cruz ainda subiu ao palco e contou uma grande surpresa ao público: a Yamato Eventos está preparando uma edição super especial para o Super Friends Spirits 2012, onde pretende trazer ao palco do evento mais de 10 artistas de um vez. Se isso acontecer, o Brasil terá um festival de animesong apenas comparado ao grandes festivais anuais japoneses.

É nítido que o sucesso de um Super Friends Spirits é totalmente proporcional a popularidade dos cantores no Brasil, logo na fila para a tarde de autógrafos era possível notar o entusiasmo dos fãs ao chegarem perto de seus ídolos. O sucesso da edição de 2007 foi juntar no palco cantores famosos no Brasil com cantores de músicas mais alternativas. Os anos anteriores, mesmo trazendo bons artistas, não foram suficiente para animar o público tanto como foi no ano em que o Anime Friends completou meia década de existência.

Nobuo levou o público a loucura quando cantou Pegasus Fantasy em português!

Felizmente, 2011 foi marcado por reascender o espírito inovador e motivador do Super Friends Spirits. Assim como bastou apenas uma música para Nobuo Yamada ser considerado um dos maiores cantores de animesong de todos os tempos, bastou sua presença no palco do Super Friends Spirits para que o evento possa ser considerado um dos melhores que o Anime Friends já teve. Há algo em Yamada que transcende a própria capacidade do cantor, algo inspirador que transforma em sucesso tudo aquilo que participa.

Completando ainda mais a apresentação, tivemos Takayoshi Tanimoto. A grande novidade nos eventos da Yamato não decepcionou e conseguiu conquistar o carisma e a motivação do público. E tudo isso não foi graças ao recente sucesso de Dragon Ball Kai, foi graças a performance incrível de Tanimoto, que jamais será esquecido pelo público do Anime Friends.

Para firmar que o show fosse completo, o público do Anime Friends 2011 ainda teve a felicidade de assistir a um show mais longo que todos os anteriores desde 2007. Com quase duas horas de duração, os artistas aproveitaram muito bem o tempo no palco, cantando as suas principais canções, mostrando novidades e alegrando o público a cada vez que subiam no palco. Mesmo sem canar sua nova música, o tema do tokusatsu Goseiger, Yamada cantou temas nunca antes interpretados no Brasil, como os inserts de Magiranger. A banda Wasabi, que acompanhou os artistas tiveram uma performance incrível se firmando mais uma vez como a maior banda de animesongs do Brasil.

Enfim, a Yamato Eventos caprichou na edição 2011 do Anime Friends. As atrações dos shows internacionais transformaram o evento num verdadeiro sucesso, e mesmo os erros cometidos no primeiro fim-de-semana foram sanados no Super Friends Spirits do dia de encerramento do evento, que mais que um grande show, foi um verdadeiro presente ao fãs de animesong.

E para melhorar ainda mais, a equipe de realização do evento ainda enche de esperanças seu público cativo, anunciando para 2012 o maior Anime Friends de toda a história.

*Fotos oriundas do site Planeta Otaku. Clique aquipara ver toda a galeria do evento.

VÍDEOS

• Takayoshi Tanimoto cantando Dragon Soul

 

• Nobuo Yamada cantando Pegasus Fantasy

 

• Nobuo Yamada cantando Bokenger Go On Fighting

 

• Takayoshi Tanimoto cantando Juuken Sentai Gekiranger

 

•Nobuo Yamada cantando Never

 

• Nobuo Yamada cantando Blue Forever

 

Nobuo Yamada cantando Pegasus Fantasy em português (aos 1min30seg)

REVIEW: Super Friends Spirits 2011 – dia 10

Os concertos musicais sempre encerram o dia dentro do Anime Friends. Entre shows de bandas nacionais, covers, internacionais, estão os shows denominados Super Friends Spirits, que sempre trazem cantores japoneses do estilo anison (junção das palavras anime e song), fazendo referência aos grandes festivais japoneses que levam ao palco intérpretes de temas de animes e tokusatsus, como o Super Hero Spirits e o Animelo Summer.

O Super Friends Spirits pode ser considerado o grande diferencial do Anime Friends para qualquer outro evento, já que foi pioeneiro, logo na sua primeira edição em 2003, ao trazer artistas japoneses em shows de grande porte ao Brasil. Entre os convidados que já se apresentaram no Brasil estão Hironobu Kageyama (intérprete de Chala Head Chala), Nobuo Yamada (intérprete de Pegasus Fantasy) e Kouji Wada (intéprete das músicas de Digimon).

Na edição 2011 do evento, a Yamato preparou 4 apresentações de Super Friends Spirits, nos dias 09, 10, 16 e 17 de julho, sendo que em cada fim de semana, artistas diferentes foram selecionados. Para o dia 10, o evento recebeu os cantores Akira Kushida e a dupla Psychic Lover:

• AKIRA KUSHIDA
O cantor japonês é o intérprete de várias músicas de seriados japoneses conhecidos no Brasil, como Jaspion, Jiraya, Sharivan, Jiban entre outros. Esteve no Brasil pela primeira vez em julho de 2003 na primeira edição do evento Anime Friends junto com o também cantor Hironobu Kageyama e o ator Hiroshi Watari. Foi, junto com Kageyama, um dos cantores de animesong que mais se apresentou no Brasil, incluindo um show no Anime Friends 2009 que fez parte de sua turnê mundial.

Kushida agitou o palco do Anime Friends em todas as vezes em que esteve presente.

• PSYCHIC LOVER
A dupla Psychic Lover ganhou fama no cenário das animesong’s após diversos trabalhos com tokusatsus e animes, onde se destacam as canções para Shinkenger, Decaranger e Ring Ni Kakero. A banda já foi formada por 6 integrantes, mas hoje é composta apenas pelo vocalista Yoshiyuki “YOFFY” Wada e o guitarrista Tatsuhiro “Imajo” Imajo. A dupla também integra o “Project R”, equipe de músicos formada pela Toei Animation para compor as canções de suas produções.

Yoffy e Imajo prometerão arrasar no palco do Anime Friends 2011!

O show teve aproximadamente uma hora e meia de duração e contou com o seguinte set-list:

01 – Cho! Saikyo! Warriors (abertura de Bakugan: Nova Vestróia)
02 – Samurai Sentai Shinkenger (abertura de Shinkenger)
03 – Kidou Keiji Jiban (abertura de Jiban)
04 – Ashita Yohou Wa Itsumo Hare (encerramento de Jiban)
05 – Tokusou Sentai Dekaranger (abertura de Decaranger
06 – Dekaranger Action (inserção em Dekaranger)

MC

07 – Taiyo Sentai Sun Vulcan (opening de Sun Vulcan)
08 – Ginga No Taarzan (inserção em Jaspion)
09 – Shinobi 88 (encerramento de Jiraya)
10 – Lost In Space (encerramento de Tytania)
11 – Precious Time Glorious Days (abertura de Yu-Gi-Oh GX)
12 – Boukensha On The Road (Encerramento de Boukenger)

MC

13 – Guts Guts (abertura de Toriko)
14 – Sekkai Ninja Sen Jiraiya (abertura de Jiraiya)
15 – Juumon kourin Magical Force (encerramento de Magiranger)
16 – Chouwakusei Sentou Bokan Daileon (inserção em Jaspion)

ENCORE
17 – Ore Ga Seigi Da Jaspion (abertura de Jaspion)

Neste ano, mesmo sendo a terceira edição do evento no Mart Center, a área do palco foi modificada, visto que o local passa por intenças reformas desde 2009. Localizado atrás do prédio onde foi realizado os campeonatos do Press Start e no fim do corredor da praça de alimentação, o palco ficou mais fácil de ser observado, mas com uma area levemente reduzida, principalmente em sua área esquerda de observação, que agora é ocupada pelos muros limitrofes do Mart Center.

A própria concha acústica usada pela Yamato também sofreu algumas alterações. Agora mais baixa do que nos anos anteriores e com um pequeno corredor central que possibilita que o artista se aproxime um pouco mais de seu público. A área para a banda também diminuiu, mas é suficiente para alocar baterias, teclados, guitarristas e baixistas.

A disposição da pista de público também mudou, dessa vez para melhor. Com uma área Vip colocada em frente ao palco, muitos fãs puderam ficar muito próximos de seus artistas favoritos. Mesmo a grade que separa a área Vip da pista principal estava mais próxima do palco, dando a sensação para quem chegava ao show que poderia quase tocar no artista.

O show começou com Psychic Lover entrando no palco e já mandando ver em dois de seus temas mais famosos, Cho! Saikyo! Warriors, a abertura de Bakugan: Nova Vestróia e Samurai Sentai Shinkenger, tema de abertura do tokusatsu de mesmo nome. Isso alegrou todo o público e se intensificou ainda mais quando Akira Kushida entrou no palco e já cantou o tema de abertura de Jiban, o Policial do Futuro.

O show seguiu com vários temas de ambos os artistas e culminou em Decaranger, quando Ricardo Cruz (cantor brasileiro integrante da banda japonesa JAM Project) subiu ao palco para um free-talk com o Psychic Lover. Durante a conversa foi citada a idéia de fazer um show unindo as duas gerações de cantores de tokusatsu, Kushida representando a velha guarda e Yoffy e Imajo representando a nova geração de cantores dos seriados de heróis do Japão.

Entre uma música e outra alguns pontos inesperados aconteciam, como a Dança do Siri de Akira Kushida enquanto ele cantava o tema de abertura de Jiraiya e a semelhança que Yoffy encontrou entre as palavras Sem problema e Saint Seiya, rendendo até alguns versos da já lendária música Pegasus Fantasy de Os Cavaleiros do Zodíaco.

E por falar em surpresinhas, vale lembrar o grande encontro de Akira Kushida com um cosplayer de Kamen Rider OOO. O encontro rendeu a interpretação do cantor da voz do cinturão do herói, que ele dublou na versão original da série.

Kushida ainda teve a oportunidade de cantar no Brasil a sua mais nova música, Guts Guts, abertura de Toriko, anime baseado no mangá de mesmo nome publicado nas páginas da revista semanal Shonen Jump. Essa canção marca a volta do cantor para o mundo das animesong’s, já que a quase 20 anos o cantor apenas interpreta músicas de tokusatsu.

Para finalizar, Kushida e Psychic Lover se uniram no palco para cantar o tema de Jaspion, o tema mais querido de tokusatsu dos fãs brasileiros. Apesar de ser a terceira vez que cantores de toku-songs encerram o show com esse tema, ele é essencial para que o show finalize, dando uma emoção toda especial até nos fãs mais contemporâneos.

Pela primeira em todas as edições do Super Friends Spirits, a Yamato Eventos optou por uma redução na quantidade de artistas subindo ao palco ao mesmo tempo. Desde a sua primeira edição, os shows de animesong eram divididos, ao menos, por três artistas, sendo que o máximo que já se apresentaram juntos foi em 2007, quando 6 artistas se apresentaram juntos para comemorar os 5 anos de evento.

Porém, na edição de 2011, cada edição do Super Friends Spirits foi restrita a apenas dois artistas. Em um primeiro momento, isto pareceu positivo, já que cada artista teria um maior tempo para apresentar suas canções, mas isso se mostrou ineficiente a medida que o show foi decorrendo, já que era nítida a pouca variedade de canções que iam se apresentando. Visto que a idéia do Super Friends Spirits é simular um festival de canções de anime e tokusatsus (que definitivamente apresentam uma variedade bem grande em cada tema) no Brasil, a escolha se mostrou ineficiente.

Somado a isso, o público ainda se deparou com um show curto. Pelo terceiro ano consecutivo, a Yamato Eventos optou por um concerto de duração de apenas uma hora e meia. É dificil de entender o porquê disto. É estranho pensar que uma empresa se prontifica a trazer dois artistas japoneses que tem que cruzar meio mundo (literalmente) para chegar ao Brasil e dá apenas um espaço de uma hora e meia de apresentação.

Tanto o Psychic Lover quanto Akira Kushida tem repertório suficiente para fazer um show com mais de duas horas mesmo estando sozinhos no palco, quanto mais se apresentando juntos! Ainda mais por a alternância de tempo no palco minimizar o cansaço humano que os artistas poderiam ter enquanto estivessem no palco. Músicas interessantes para o público brasileiro ficaram de fora, como Take My Soul Forever de Psychic Lover e Uchuu Keiji Gyaban de Akira Kushida.

Mesmo o palco estar bem interessante e a qualidade dos artistas ser alta, o show ainda teve mais um porém. Mais uma vez a Yamato Eventos não colocou uma banda ao vivo para acompanhar os cantores em suas músicas, que tiveram que interpretar suas canções junto com um karaokê, deixando os artistas presos a performances pré-definidas.

É claro que só o fato dos artistas estarem em solo brasileiro já é motivo de alegria e satisfção or parte dos fãs.  Mas é inegável que em um show de apenas uma hora e meia de duração sem uma banda ao vivo para acompanhar o resultado final é muito prejudicado.

É claro que as dificuldades enfrentadas para a apresentação de um cantor japonês no Brasil são infinitas, e nós agradecemos a Yamato por apostar nesse mercado e trazer esses artistas ao Brasil. Mas com medidas simples (e óbvias) o Super Friends Spirits poderia ter sido um evento muito mais completo.

Assim como todo o dia 10 do Anime Friends 2011, o Super Friends Spirits se motrou um evento bonito, presente e animador, mas sem aquele espírito audacioso e contagiante visto nas edições de 2007, 2008 e 2010, que fazem o Super Friends Spirits o maior festival de animesongs das Américas.

*Fotos oriundas do site Planeta Otaku. Clique aqui para ver toda a galeria do evento.

VÍDEOS

• Psychic Lover cantando Samurai Sentai Shinkenger

• Tokusou Sentai Decaranger

• Akira Kushida com Kamen Rider OOO

Akira Kushida cantando Kidou Keiji Jiban

Akira Kushida cantando Sekkai Ninja Sen Jiraiya e fazendo a Dança do Siri

Akira Kushida e Psychic Lover encerrando o show com Ore Ga Seigi Da Jaspion

Anime Friends 2011: Akira Kushida e Psychic Lover confirmados + atrações da edição argentina

Depois de Nobuo Yamada, Takayoshi Tanimoto, M.O.V.E e Kaya, a Yamato Eventos confirmou a presença dos dois artistas que irão se apresentar no Super Friends Spirits, tradicional show com cantores japoneses intérpretes de animesongs, do primeiro fim-de-semana do evento:

• AKIRA KUSHIDA
O cantor japonês é o intérprete de várias músicas de seriados japoneses conhecidos no Brasil, como Jaspion, Jiraya, Sharivan, Jiban entre outros. Esteve no Brasil pela primeira vez em julho de 2003 na primeira edição do evento Anime Friends junto com o também cantor Hironobu Kageyama e o ator Hiroshi Watari. Foi, junto com Kageyama, um dos cantores de animesong que mais se apresentou no Brasil, incluindo um show no Anime Friends 2009 que fez parte de sua turnê mundial.

Kushida agitou o palco do Anime Friends em todas as vezes em que esteve presente.

• PSYCHIC LOVER
A dupla Psychic Lover ganhou fama no cenário das animesong’s após diversos trabalhos com tokusatsus e animes, onde se destacam as canções para Shinkenger, Decaranger e Ring Ni Kakero. A banda já foi formada por 6 integrantes, mas hoje é composta apenas pelo vocalista Yoshiyuki “YOFFY” Wada e o guitarrista Tatsuhiro “Imajo” Imajo. A dupla também integra o “Project R”, equipe de músicos formada pela Toei Animation para compor as canções de suas produções.

Yoffy e Imajo prometem arrasar no palco do Anime Friends 2011!


ATUALIZE SUA AGENDA PARA O ANIME FRIENDS 2011:

• 09 e 10 DE JULHO
Super Friends Spirits com Akira Kushida e Psychic Lover.

• 16 DE JULHO
Yamato Music Station com Kaya e M.O.V.E.

• 17 DE JULHO
Super Friends Spirits com Nobuo Yamada e Takayoshi Tanimoto.

ANIME FRIENDS ARGENTINA TAMBÉM TEM NOVIDADES

Realizado pelo terceiro ano consecutivo, o Anime Friends Argentina acontecerá em Buenos Aires nos dias 23 e 24 de julho e também trará ao artistas internacionais como atração principal. Os nomes confirmados são os mesmos do segundo fim de semana da edição Brasil:

23 DE JULHO
• Yamato Music Station: Kaya e M.O.V.E.

24 DE JULHO
• Super Friends Spirits: Nobuo Yamada, Takayoshi Tanimoto e Ricardo Cruz.

A única novidade para nossos hermanos é uma participação mais ativa de Ricardo Cruz,Ricardo Cruz, brasileiro membro da banda japonesa JAM Project (a banda de Hironobu Kageyama, cantor de Soldier Dream) e cantor do tema brasileiro de Pegasus Forever. Provavelmente Ricardo Cruz também dará as caras na edição Brasil, mas apenas para abrir o show e para servir de intérprete nos free-talks dos artistas.

Divulgada as datas das apresentações internacionais do Anime Friends 2011

A Yamato Corporation divulgou as datas dos shows das atrações internacionais do Anime Friends 2011 em uma, sutil, atualização no site oficial. Confira:

SUPER FRIENDS SPIRITS
INGRESSO R$30,00
DIA 17 de julho (domingo)

APRESENTANDO:
– Nobuo Yamada: intérprete de Pegasus Fantasy, Blue Forever, Never, Bokenger, Goseiger entre outros.
– Takayoshi Tanimoto: intérprete de Dragon Soul, Yeah Break Care Break e o tema de digievolução de Digimon Tamers.

*especula-se que mais um animesonger (ainda não revelado) se apresentará junto dos dois artistas no Super Friends Spirits.


YAMATO MUSIC STATION
INGRESSO R$30,00
DIA 16 de julho (sábado)

APRESENTANDO:
– M.O.V.E.: Dogfight, Nobody Reason, etc…
– Kaya: VK Music.

*especula-se que os artistas se apresentarão em dois shows separados no mesmo dia.

Confira as atrações internacionais do Anime Friends 2011

A Yamato Corp. colocou no ar o pré-hotsite do Anime Friends 2011 e já anunciou os primeiros artistas internacionais confirmados para subirem no palco principal do evento, que já está em sua nona edição. Assim como foi em 2008 e 2009, o Anime Friends 2011 dividirá os shows internacionais em duas categorias de espetáculo:

• Super Friends Spirits: voltado aos cantores de animesongs, o tradicional espetáculo é baseado no Animelo Summer e o Super Hero Spirits (do qual deriva seu nome), os maiores festivais deste gênero musical no Japão.

• Yamato Music Station: o popular YES! é o nome dado aos espetáculos patrocinados pela Yamato que trazem os mais diversos artistas dos mais variados estilos musicais do Japão.

Os dias dos shows, bem como a data do Anime Friends ainda não foi confirmada, mas você já pode conferir um pouco da história de cada artista, bem como seus principais trabalhos e o que você pode esperar da apresentação de cada um deles.

• NOBUO YAMADA
Pegasus Fantasy. Bastou uma única música para que Nobuo Yamada colocasse para sempre seu nome na história como um dos maiores cantores de animesong de todos os tempos. Vocalista da banda Hard Rock Make-Up, sucesso no Japão nos anos 80, Nobuo ficou conhecido no mundo todo por interpretar os temas de abertura e encerramento d’Os Cavaleiros do Zodíaco.

Hoje, além dos trabalhos com o Make-Up e em carreira solo, o cantor ainda participa de diversos projetos musicais, integrando a recém formada banda Dr. Metal Factory, que faz covers de clássicos da J-Music em formato Heavy Metal e o Project R, grupo musical formado pela Toei Company para compor os temas dos tokusatsu produzidos pela empresa, que já lhe renderam os temas de abertura de Gou Gou Sentai Boukenger e Tensou Sentai Goseiger.

Confira o videoclip de Pegasus Fantasy, tema de abertura de Os Cavaleiros do Zodíaco regravada pelo Dr. Metal Factory, com Nobuo Yamada em uma performance incrível:

• TAKAYOSHI TANIMOTO
Takayoshi Tanimoto tem história no mundo dos animesongs, sendo o intérprete do tema de evolução de Digimon Tamers e os temas de abertura de Zatch Bell e Juuken Sentai Gekiranger. Mas foi em 2009 que o cantor atingiu o ápice de sua carreira, quando gravou os temas de abertura e encerramento de Dragon Ball Kai, versão remasterizada (e encurtada) de Dragon Ball Z.

Confira uma apresentação ao vivo do cantor interpretando Dragon Soul, tema de abertura de Dragon Ball Kai no especial Kingrum 2009 da tv japonesa:

• M.O.V.E.
M.O.V.E. é uma dupla de j-pop formada em 1997 por Yuri e Motsu. Conhecida pelo seu estilo único com o qual eles misturam rock, rap, música eletrônica, metal e muitos outros gêneros em suas músicas, o conjunto alcançou sucesso ao interpretar a música Around The World, a primeira abertura do anime Initial D.

Abaixo você confere o videoclip da música DogFight, quarta abertura do anime Initial D e carro chefe dos shows do M.O.V.E.:

• KAYA
Conhecido pelo sua aprência andrógena e elegantes vestidos, Kaya é um cantor adepto do Visual Kei, estilo musical e comportamental que gerou diversas bandas de sucesso no Japão como An Caffe e Kagrra. Kaya ganhou destaque no mercado fonográfio japonês em 2006, quando lançou seu primeiro álbum, Kaleidoscope.

Confira uma apresentação ao vivo do cantor com a música Carmilla:

*É possível qua a Yamato anuncie ainda mais artistas que entregarão o Super Friends Spirits, por isso fiquem ligados em atualizações no blog.

Yoko Kanno compõe música em memória das vitimas do tsunami no Japão

A costa nordeste do Japão foi sacudida nesta sexta-feira por um terremoto com magnitude de 8,9 graus na escala Richter que gerou uma tsunami de dez metros que arrastou carros e construções nas cidades litorâneas perto do epicentro. Segundo a agência de notícias Kyodo, mais de 300 corpos já foram encontrados em Sendai. O número de desaparecidos, diz a agência, chega a 88 mil. É o maior tremor já registrado na história do país, que mantém dados sobre abalos há 140 anos. De acordo com o embaixador do Brasil no Japão, Marcos Galvão, não há registro de brasileiros mortos ou feridos na tragédia . Segundo ele, há 254 mil brasileiros no país, mas a maioria se concentra em Tóquio. O maremoto atingiu o estado americano do Havaí , no Pacífico, e a Indonésia.
O alerta de tsunami se estende do México à América do Sul , mas a maior preocupação é com as ilhas do Pacífico. No Japão, há temor em relação às usinas nucleares e uma delas foi colocada em estado de emergência após uma falha no sistema de resfriamento.
Em Tóquio, os prédios oscilaram violentamente. A cidade ficou sem transporte público, com os serviços de telefone celular instáveis e algumas construções em chamas.
Após o tremor, a tsunami arrasou tudo o que encontrou em sua passagem pela costa japonesa, incluindo casas, carros, prédios incendiados e embarcações. Cerca de quatro milhões de casas estão sem energia elétrica em Fukushima. (G1)

O pior da destruição parece ter terminado no Japão, mas o caminho para a recuperação mal começou. Milhões de pessoas ainda estão sem energia elétrica, água corrente, e alimentação adequada, e o número de mortos estimado já foi levantada a 10.000. Assim, o mundo todo está unido para fortalecer a amparar as vitimas japonesas. Médicos, empresários, pessoas da comunidade, artistas e muitos outros ajudam como podem, sejam com doações ou com boa vontade.

Yoko Kanno, compositora de Cowboy Bebop, diversos projetos Macross, Escaflowne e vários outros animes e live-actions, compôs uma música em memória das vítimas do terremoto e do tsunami de 11 de março. A música se chama “Kimi de Ite Buji de Ite from Kanno Yoko“. A cantora nasceu em Miyagi, província que foi devastada com o ocorrido.

TRADUÇÃO

Título: きみでいて ぶじでいて/ Kimi de ite, Buji de ite / Seja você e Fique Bem

きみでいて ぶじでいて
“Seja Você, Fique Bem”

心配してる 世界が君を心配してる
(shinpai shiteru sekai ga kimi wo shinpai shiteru)
Preocupado, o mundo está preocupado com você

君の名前を探してる
(kimi no namae wo sagashiteru)
Procurando por seu nome

一緒にいるよ、世界が君と一緒にいるよ
(issho ni iru yo, sekai ga kimi to issho ni iru yo)
Estamos com você, o mundo todo está com você

君の命に会いに行く
(kimi no inochi ni ai ni yuku)
Procurando por sua vida

心と体壊さず君を
(kokoro to karada kowasazu kimi wo)
Com seu coração e seu corpo

抱きしめて会いに行くまで
(dakishimete ai ni yuku made)
Proteja-se se abraçando até que possamos lhe encontrar

きみでいて ぶじでいて
(kimi de ite, buji de ite)
Seja você, e fique bem.