NEXT CONQUEROR

o blog do Davi Jr.

Arquivos da Categoria: Entrevista

ENTREVISTA: Kate Kelly, a dubladora da Karin.

No último mês de maio, a dubladora Kate Kelly me concedeu uma entrevista. Dona de uma voz cativante que só é superada por sua simpatia e carisma para com seus fãs, Kate Kelly ficou conhecida no mundo dos animes quando emprestou sua voz para a temperamental Karin, a irmã de Ichigo Kurosaki de Bleach, mas a jovem dubladora já conta com um bom portfólio de personagens.

Entre seus diversos trabalhos, estão Ellyon do desenho Witch, Hortelanzinha, do desenho Moraguinho, Cloé, no seriado Profiller, Ella em Camp Rock da Disney, Mercedez na série Glee e Dakota Fanning o filme Grande Menina, Pequena Mulher.

Além de dubladora, Kate também é atriz, e durante a entrevista, nos contou um pouco de seus trabalhos e carreira.

DJ = Davi Jr.
KK = Kate Kelly

DJ Como você iniciou sua carreira de dublagem?

KK – Sempre fui falante e interessada em filmes, viciada em cinema. Com 6 anos minha mãe começou a me levar em agencias. Mas ficar o dia todo em pé para fazer teste me matava de tédio. Como aprendi a falar com 11 meses de idade, com 6 anos eu era praticamente especialista. Então, minha mãe me levou para conhecer um estúdio de dublagem. Nesse estúdio conheci Gilmara Sanches que me amadrinhou na dublagem.

DJ O que te serviu de inspiração para iniciar na carreira de dublagem?

KK – Filmes… Eu sempre via os filmes 10 vezes… SEGUIDAS, até decorar as falas. Então minha mãe resolveu usar esse meu talento pra alguma coisa (risos)

DJ Conte-nos sobre alguns de seus trabalhos anteriores na dublagem.

KK – Anteriores á dublagem? Não tive… já que com 6 anos entrei para dublagem e aqui estou até hoje. Na dublagem, antes de Bleach, meu maior trabalho é a Atriz Dakotta Fanning, da qual me orgulho muito de interpretar.

Meu primeiro personagem grande foi Cloé da serie Profiller na Rede Bandeirantes.

DJ Você também é atriz, conte-nos sobre seus principais trabalhos no teatro e/ou na TV.

KK – Sim sou atriz, pois para ser dublador é necessário primeiro ser ator/ atriz.

Atuei na peça “Nós”, com direção de Paulo Marcos (grupo TAPA) em 2007, vereda da salvação, de Jorge Andrade, com direção de Guilherme Sant’anna (grupo TAPA) em 2008. Na peça Sonho de uma Noite de verão, de William Shakespeare, com direção de Simoni Bôer (grupo Tapa) em 2009. Todas as peças com a mesma companhia, da qual ainda faço parte, chamada “GRUPO FATTO”.

DJ Qual foi seu principal trabalho na dublagem?

KK – Depende muito. Me marcou muito fazer a Dakota Fanning em grande menina pequena mulher. Mas atualmente o que está repercutindo muito é a série Glee, onde faço a Mercedez.

DJ Qual personagem/atriz você mais gostou de dublar?

KK – Dakota Fanning com certeza.

DJ Há algum personagem/atriz que você considerou mais difícil de dublar?

KK – Todos são um grande desafio. A própria Dakota foi desafiadora.

DJ Você já fez algum trabalho diferente, algo inusitado para um ator/dublador?

KK – Cada gravação é uma surpresa. Fazer Bibi, a bruxinha, que é em alemão foi bem diferente pra mim.

DJ Como foi dublar a Karin, do anime Bleach?

KK – Quando fiz o teste tive certeza que pegaria o papel. Pois ela sou eu versão anime. BRAVAAA! (risos)

DJ Como foi dublar a Ellyon do desenho animado Witch?

KK – Maravilhoso, porque também que identificava muito com ela, Meiga, Animada, mas mexe com ela pra ver no que dá.

DJ Você já conhecia Bleach e/ou Witch quando foi fazer o trabalho?

KK – Nunca tinha ouvido falar em Bleach. Wicht eu conhecia sim.

DJ Há algum personagem/atriz que você teria vontade de dublar?

KK – Gostaria de estar fazendo a Jane na saga crepúsculo. Mas….*

*NT: durante a escalação dos dubladores de Lua Nova, foi realizada uma campanha em diversas redes sociais para que Kate Kelly dublasse a personagem Jane, mas a escolha foi Tatiane Keplmair, a dubladora de Hannah Montana e da Yuzuriha, do anime Saint Seiya The Lost Canvas.

DJ Que conselho você pode dar para quem quer ingressar na carreira de dublagem?

KK – PACIÊNCIA E ÉTICA profissional são os maiores segredos de um grande dublador.

DJ Kate, tanto pela sua simpatia, quanto por estar sempre eu contato com seus fãs, você tem conseguido bastante popularidade entre os admiradores de dublagem. Gostaria de deixar uma mensagem para seus fãs?

KK – Gente, sem adoradores os adorados não são nada. Ou seja, eu não seria nada se não fossem vocês. Por favor, continuem votando em mim sempre que tiverem enquetes, ME INDIQUEM pro Oscar esse ano, estejam lá na premiação, faço questão de falar com todos vocês porque eu ADORO uma bagunça! Obrigada mesmo de coração pelo carinho.

OS fãs podem entrar em contato com a dubaldora através de:

Blog: www.katekelly.blogger.com.br
Email: dubladorakatekelly@hotmail.com
Twitter: @katekellydubla

ENTREVISTA: Ricardo Vaconcelos, o novo dublador do Aiolia de Leão

Em 2007, eu entrevistei com exclusividade Ricardo Vasconcellos o novo dublador do cavaleiro de leão Aiolia de Leão !!! Na época, a entrevista foi postada em alguns fóruns, mas teve pouca repercussão. Como foi algo muito bacana, estou postando ela no blog. Essa foi a única entrevista que o dublador concedeu até hojese tratando da dublagem d’Os Cavaleiros do Zodíaco, por isso vale a pena o registro.

Ricardo Vasconcelos substituiu Antonio Lobue no papel de Aiolia de Leão, já que este não pode participar devido a uma exigência da distribuidora da série o Brasil.
A entrevista ocorreu no dia 05/10/2007, poucos dias após o encerramento da dublagem da fase Inferno, e está sendo publicada agora para tentar saciar a curiosidade dos fãs quanto ao novo rugido do leão dourado d’Os Cavaleiros do Zodíaco.
Sem mais delongas, confira abaixo essa entrevista exclusiva.


DJ = Davi Jr.
RV = Ricardo Vasconcelos

DJ – Como você iniciou sua carreira de dublagem?
RV – Bem, posso dizer que minha carreira como ator em dublagem começou a pouco mais de 2 anos e meio, apesar de trabalhar com minha voz, há quase 30 anos.

DJ – O que te serviu de inspiração para iniciar na carreira de dublagem?
RV – Justamente a utilização de minha voz, pois fui DJ no final dos anos 70 e a partir do inicio dos anos 80, fui locutor de algumas emissoras rádio.

DJ – Conte-nos sobre alguns de seus trabalhos anteriores na dublagem.
RV – Como todo iniciante passei, e ainda estou passando por um grande processo aprendizagem, observando cada um dos profissionais fantásticos que existem no mercado (por sinal são muitos), e fazendo participações como elenco de apoio.
Fiz trabalhos no SCI, Crossing Jordam, Zorro, Standof, Vegas, 24 horas, Monsters Warriors, diversos documentários da Discovery, e muitos filmes para Home Video.

Vasconcelos já participou da dublagem de vários seriados, entre eles, CSI.

DJ – Você também é ator, conte-nos sobre seus principais trabalhos no teatro e na TV.
RV – Acho legal falar um pouco do que fiz antes da dublagem.
Fora da vida artística sou formado em Eletrônica, cursei Engenharia Mecânica e Administração de Empresas. Durante o curso de Engenharia fui trabalhar numa Discoteca, para pagar os estudos e ai comecei minha vida artística como DJ, indo depois para a Antena 1 FM de SP. Trabalhei em outras emissoras como Radio Cultura Am e Antena 102 de Jales, além da Stereo Vale de São José dos Campos (emissora do Grupo Rádio Cidade), onde além de locutor, fui programador e atuei da área de produção.
Foi um período interessante pois participei das coberturas dos principais shows nacionais e internacionais de nosso país, como Tina Turner, Frank Sinatra, Rod Stewart, A-ha, Bruce Springsteen, Peter Gabriel, Sting, Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho, Legião Urbana, e por ai vai.
Bem no teatro, fiz alguns espetáculos como Fragmentos nas Cores da Palavra, que retrata a Poesia de Cassiano Ricardo, Histórias de uma Noite de Natal pelo mundo,( viu já fui papai nel), e estive 1 anos e meio em cartaz no teatro Brigadeiro na comédia Uma noiva Quase Virgem, de Pascoal Lourenço.
Talvez faça um novo espetáculo no próximo ano mas deverá ser um drama.
Na TV fiz a novela Cidadão Brasileiro da Record, e uma participação nos primeiros capítulos de Amigas e Rivais do SBT.
Fiz alguns filmes também, como o Longa a Face Secreta dos Anjos direção de Urubatan Amaral, além dos curtas, Rotação, Esfera, e O monólogo do Sapo, para o Festival de 100 anos da Fundação Cultural Cassiano Ricardo.
Recentemente fiz o Curta “ O Carteiro” que tem também no elenco Leopoldo Pacheco e Paulo Cesar Peréio, com direção de Thiago Da Dalt.
Tem mais algumas coisas ai…mas acho que já falei demais…vamos pra próxima…

Ricardo Vasconcelos dubla Aiolia de Leão na Fase Inferno

DJ – Você já fez algum trabalho diferente, algo inusitado para um ator/dublador?
RV – (Risos) Acho que sim…já fui chapeiro, bilheteiro, fiz sucos naturais (tudo pra sobreviver)….mas também fui executivo de multinacionais de Telecom como a Nextel, Intelig e da Avibrás Aeroespacial onde lidava com tecnologia desenvolvida para sinais de satélite…acho que monstra um pouco de como temos que ser batalhadores, lutadores…ou melhores verdadeiros “cavaleiros”… (risos)

DJ – Já fez alguma personagem principal?
RV – Não…nem em casa….lá sou coadjuvante minha mulher, meus filhos mandam em mim… (risos)

DJ – Você já conhecia Os Cavaleiros do Zodíaco?
RV – Sim, mas não tinha noção da dimensão e da importância deste Anime.

DJ- Como você foi escalado para dublar o anime?
RV – Fui surpreendido tanto quantos vocês…pois fui chamado, no final do último dia das gravações. Fui chamado para fazer o Aiolia de Leão. Vinha acompanhado o caso de algumas substituições meio que a distância, pois acredito que os dubladores que não quiseram ou não puderam realizar os trabalhos devem ter seus motivos. Como faço outros trabalhos na Dubrasil, por sinal uma casa muito séria como muitas aqui de São Paulo, encontrei vários dos dubladores que eventualmente comentavam sobre esse caso. Para minha surpresa na última substituição eu fui escalado….e ai já viu muitas histórias serão contadas de maneiras diferentes ….mas o fato é que como profissional que sou apenas tomei o cuidado de conversar com Luis Antonio Lobue ( um dos grandes amigos que tenho na dublagem), para aceitar o papel….é isso… (risos)

DJ – Qual sua relação com os dubladores? Tem mais detalhes sobre a troca repentina de dubladores?
RV – Olha tenho um bom relacionamento com muitos dubladores, mas ainda entre meus colegas mais próximos posso dizer que está o Luis Antonio Lobue, a quem tenho uma admiração não só profissional, mas pelo caráter que esse moço tem.

DJ – Foi difícil dublar o Aiolia?
RV – A dublagem em si não foi difícil, o que pegou mesmo foi a grande responsabilidade de fazer parte do elenco de um dos mais importantes animes do planeta…rapaz….deu um friozinho…mas dei o melhor de mim..até por que no dia da gravação estava há 2 dias com uma febre, mas nada que impedisse esse mais novo cavaleiro de lutar bravamente…

DJ – que os fãs podem esperar do novo Cavaleiro de Leão?
RV – Eu sou do signo de Leão… Represento um dos signos fortes do Zodíaco, tenho uma responsabilidade na minha vida tão grande como a do meu personagem… Lutarei bravamente para fazer valer a confiança depositada em mim pelos milhares de fãs do CDZ.

DJ – Gostaria de deixar uma mensagem para os fãs d’Os Cavaleiros do Zodíaco?
RV – Em primeiro lugar que é uma honra estar fazendo parte desta história que foi escrita até aqui com muita dignidade tanto pelos profissionais do elenco como pela legião de Fãs do CDZ.
Claro que as vozes que já marcaram um lugar no coração de vocês, através de meus colegas de profissão, não serão e nem deverão ser esquecidas, apenas peço com toda a humildade que aceitem mais este profissional que como todos os humanos está sujeito a falhas e jamais conseguirá agradar a todos.
O que posso afirmar é que a mesma bravura, honestidade e lealdade com que lutei até hoje em minha vida pessoal e profissional, será utilizada na mesma intensidade para que possa honrar a oportunidade de ser um dos Cavaleiros do Zodíaco………Relammmmpagoooo de Plassssmaaaaa…