NEXT CONQUEROR

o blog do Davi Jr.

RESENHA: Homem de Ferro 3

A quantidade de mundo e universos é sempre muito utilizada como premissa para a criação de dezenas de histórias em filmes e histórias em quadrinhos. Tão numerosa como a quantidade de vilões dos heróis, essas histórias ja deixaram de ser enredo para se tornar um conceito. Em Homem de Ferro 3, a diversidade de universos entre cinema e quadrinhos é um ponto separatista entre fãs da nova e da velha geração.

Homem-de-Ferro-3-logo

Quem pode assistir ao filme Homem de Ferro 3 certamente se deparou, ou foi um dos protagonistas, de uma das mais controversas reações que o cinema já teve num fim de filme: enquanto uma grande parte do cinema vibrava com a emocionante vitória de Tony Stark sobre o terrorista Mandarim, um grupo de fãs aqui e acola começava a amaldiçoar diretores, produtores e roteiristas do filme.

O motivo para tamanha controvérsia? O choque de gerações que idolatram o Homem de Ferro tal qual é o herói nos quadrinhos. Só que não.

Após os eventos ocorridos em Os Vingadores, Tony Stark entrou em estado de paranoia. Sem conseguir dormir e sem dar a devida atenção a Pepper Potts, que assumiu com maestria a presidência das Empresas Stark, o herói passa praticamente 24 horas junto de J.A.R.V.I.S construindo armaduras mais e mais aperfeiçoadas, tentando se prevenir de um possível novo ataque alienígena.

Homem-de-ferro-3-ironman3-mandarim

Esta figura do Mandarim reserva muitas surpresas!

Enquanto está com a cabeça em outro mundo, os problemas na Terra começa a ficar cada vez piores a medida que o terrorista conhecido como Mandarin amplia cada vez mais os ataques as metrópoles de todo o mundo com sua organização criminosa auto-intitula Os Dez Anéis.

Quando o segurança Happy Hogan é hospitalizado após uma explosão próxima causada pelos Dez Anéis, Stark declara guerra ao Mandarim em rede nacional. Atacado em sua mansão, Stark é dado como morto – mas ele consegue fugir em uma armadura nova do Homem de Ferro e se abrigar com o garoto Harley, que com sua inocência de criança abalada pela entrada na adolescência, começa a gerar mudanças na humanidade deturpada e auto-corrosiva de Stark.

Com um enredo fechado, ótimas atuações de um elenco de primeira mas com pequenos pontos que podem causar confusão na primeira vez que alguém assistir, o filme teria motivos de sobra para entrar para o a lista dos filmes favoritos de qualquer fã, se não fossem as grandes mudanças que o roteiro tem se comparado aos quadrinhos.

Ele não fez muita coisa, mas é legal ver o Homem de Ferro com a armadura do Capitão América, err.. quer dizer o Patriota.

Ele não fez muita coisa, mas é legal ver o Homem de Ferro com a armadura do Capitão América, err.. quer dizer o Patriota.

Mesmo criando um universo paralelo aos de sua mídia original, muitos e muitos fãs criam barreiras aos novos conceitos que o cinema adiciona ao universo os heróis, mesmo quando estas são realizadas de maneira tão eficaz como em o Homem de Ferro 3. A diversão parece ser colocada de lado quando um vilão como o Mandarim se mostra diferente do oriental cheios de poderes elementais de Stan Lee.

Tão corrosivo como o próprio sentimento de inutilidade de Tony Stark perante possíveis ataques alienígenas, está na hora do entretenimento ser tratado como a sua finalidade: divertir como uma história que se completa a medida que é contada.

O Homem de Ferro 3 pode não ser um marco na história de filmes de super-heróis como foram os filmes de Batman – O Cavaleiro das Trevas, mas é um entretenimento que honra tudo aquilo que se propôs a fazer. Muitos fãs recém-formados pela série cinematográfica dos Vingadores no cinema reclamaram e continuarão a reclamar, mas a verdade é que as licenças poéticas que os diretores de Hollywood criam em cima de seus longas não são a primeira nem a última modificação que as criações de Stan Lee passaram e continuaram a passar nos múltiplos universos dos super-heróis, seja dentro ou fora das histórias em quadrinhos.

O filme tem seu próprio universo, então esqueça o que se passa nos quadrinhos!

O filme tem seu próprio universo, então esqueça o que se passa nos quadrinhos!

3 Respostas para “RESENHA: Homem de Ferro 3

  1. Janio setembro 8, 2013 às 2:11 am

    Muito boa a resenha!! Estava tentando lembrar de onde surgiu a história do “worm hole” e descobri aqui. Parabéns! =D

  2. Pingback: RESENHA: Thor – O Mundo Sombrio | NEXT CONQUEROR

  3. Pingback: RESENHA: Os Vingadores – A Era de Ultron | NEXT CONQUEROR

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: