NEXT CONQUEROR

o blog do Davi Jr.

Pegasus Fantasy – A música pelo mundo

Dando sequência a série de postagens em homenagem a Hiroaki Matsuzawa e contando um pouco da história de Pegasus Fantasy, sua composição mais executada no mundo, chegamos a segunda parte. Composta basicamente de videos, essa postagem vai contar um pouco de como foi a recepção da música pelo mundo quando Saint Seiya foi exportado para ser exibido em outros países.

Pegasus Fantasy não é apenas um fenômeno no Brasil, onde é considerada o hino do fãs de animação japonesa (otakus), mas em todo o mundo. A música foi adaptada para diversos países na língua local onde Saint Seiya foi exibido, onde também ganhou diversas versões de fãs da série. Aqui estão organizadas as princiais versões internacionais da composição original.

França

Se Saint Seiya é um sucesso internacional, devemos hoje agradecer isso à França. O país começou a transmitir o anime antes de ele ser encerrado no Japão, logo no ano de 1988, onde inspira até hoje diversas séries, fan-arts, fan-fics e, até fan-videos. No país, o anime foi rebatizado para Les Chaveliers du Zodiaque – nome que o acompanharia em todas as outras traduções ao redor do globo.

Porém, assim como o nome do anime, a França também criou outro video e tema de abertura que levava o mesmo nome local da série (clique aqui para conferir) que ganhou até mesmo uma versão full, tamanho o sucesso do anime no país.  Isso deixou o tema original desconhecido do público por muitos anos.

Mesmo quando a série foi lançada em DVD nas terras de Napoleão, uma versão francesa da música não foi produzida. Inclusive, a série foi lançada como Saint Seiya e também não continha a música clássica que passava na TV nos anos 80 e 90. Isso não impediu que fãs franceses produzissem uma versão para a música. Confira:

_ _ _

Itália

Históricamente, a Itália sempre teve uma relação de disputa com os franceses, seja em guerras mundiais ou em Guerras Galácticas. Assim, quando o anime foi para a Itália, um novo tema de abertura foi criado, do mesmo jeito, a música tem o mesmo nome que a série recebeu no país Il Cavalieri dello Zodiaco.

A abertura original da Itália criada nos anos 90 (assita aqui) tem um ritmo bem original e mesmo hoje poderia ser utilizado na TV que teria uma aceitação muito grande do público. Porém, em épocas em que o mundo é uma aldeia globalizada, os fãs querem mais e felizmente os produtores italianos atenderam.

Quando foi exibida novamente na TV no anos 2000, foi produzida uma nova abertura, desta vez adaptando a Pegasus Fantasy, como os fãs queriam. O resultado foi uma das melhores adaptações já realizadas da música, a única, inclusive, que contou com um arranjo original (não utilizando o karaokê japonês) e substituindo o Saint Seiya presente na versão original por Cavalieri:

_ _ _

Espanha

Entre 1990 e 1993, Saint Seiya foi levado aos mais diversos países asiáticos e latinos, os primeiros por influência nipônica e os segundos por influência do sucesso recorrente na França.

A Espanha foi um dos paíse que mais cultuou o anime em suas terras. Ainda hoje, junto do Brasil, é o país que mais rápido importa os novos episódios produzidos da série. Porém, seguindo a tendência da abertura francesa, em sua primeira exibição no país, foi adaptada a abertura francesa para a língua local, com o mesmo nome que a séri recebeu no país Los Caballeros Del Zodiaco.

Porém, nos anos 2000, quando a empresa Selecta Vision lançou os episódios da saga de Hades no país, foi criada uma versão espanhola para o tema original da série, cantada pelo fã Joaquin Paz, que por vezes já havia produzido músicas “genéricas” dos temas originais da série. Confira abaixo o tema e, de quebra, confira a abertura espanhola de Chikyuugi, tema da saga de Hades, cantada por Helena Collado

_ _ _

América Latina

A América Latina recebeu Saint Seiya muito próxima da Espanha no início dos anos 90, sendo México, Peru, Panamá, Costa Rica, El Salvador, Colômbia, Chile e Argentina os primeiros países a ter contato com a série por essas bandas. O tema de abertura e a dublagem, inclusive, foi o mesmo usado na Espanha, já que o distribuidor era o mesmo.

Os países sulamericanos de língua espanhola só ganharam sua versão da música nos anos 2000 (antes da Espanha, inclusive), quando a Towers Entertaiment licenciou a série para exibição na TV e lançamento em DVD.

_ _ _

Brasil

Saint Seiya chegou ao Brasil em 1994, sendo um dos últimos países da América Latina a receber o anime. Com uma exibição despreneciosa na Rede Manchete, os guerreiros de Atena conquistaram a audiência e se tornou um dos grandes fenômenos culturais dos país nos anos 90.

A dublagem no Brasil foi realizada com base na dublagem latina, assim, o tema de abertura também foi adaptado desta versão. Diferente dos outros países, no Brasil o tema de abertura recebeu um título diferente do nome local da série, Os Cavaleiros o Zodíaco, sendo batizada de Os Guardiões do Universo (clique aqui para ouvir).

Assim como a maioria dos países, Pegasus Fantasy só foi adaptada para o português do Brasil nos anos 2000, mais precisamente em 2004, quando a série retornou ao país pela Angelloti Licensing. Com o apoio dos fãs e do site CavZodiaco, o vocalista da banda Angra, Edu Falaschi, foi o intérprete escolhido da canção, que segue hoje como uma das melhores animesong’s já adaptadas para o português de todos os tempos:

_ _ _

Outras adaptações

Para finalizar, trago uma série de videos com mais adaptações da música pelo mundo. Na relação há adaptações oficiais de países asiáticos e versões em outras línguas feitas po fãs:

• Música em inglês adaptada pela banda italiana Highlord, já que quando foi exibido nos EUA, Saint Seiya teve como tema de abertura a música I Ran, da banda Bowling For Soup:

_ _ _

• Música cantada pela banda francesa SaintSeiyaLoveYou. A música pouco tem a ver com a Pegasus Fantasy, não chegando a ser uma adaptação, mas nitidamente ela tem vários elementos da música original:

_ _ _

• Música em alemão adaptadas por fãs da Alemanha. O vocal é feminino, um diferencial de todas as outras versões.

_ _ _

• Abertura oficial da China

_ _ _

• Abertura oficial da Coréia do Sul:

_ _ _

• Montagem da música misturando as adaptações em seis línguas: inglês, italiano, sul-coreano, espanhol (América do Sul), português (Brasil) e japonês.

Próxima postagem: novas versões da música feitas pelo Make-Up

Anúncios

2 Respostas para “Pegasus Fantasy – A música pelo mundo

  1. Kaen janeiro 6, 2011 às 8:08 pm

    Cara, gostei!
    Não curti muito a versão Cantonesa e a alemã, a cantonesa tava muito fora de ritmo e a alemã a cantora não cantou com emoção!
    A versao coreana fez um arranjo proprio (parecido com o original) e ficou foda! /o/

  2. E.L.D janeiro 10, 2011 às 3:12 pm

    Ótimo post, de todas as versões apresentadas aqui a melhor foi a italiana.
    Mas falando francamente que troço é esse que fizeram na instrumental na opening chinesa/cantonesa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: