NEXT CONQUEROR

o blog do Davi Jr.

RESENHA: Nudez Mortal (livro)

Nora Roberts talvéz não seja a autora de livros mais inovadora dos tempos atuais, mas certamente é a que encontrou a melhor maneira de alcançar o sucesso.

Sob o hetrônimo de J. D. RoBB, a americana sempre figura na lista dos mais vendidos com sua série Mortal. Com mais de 100 romances publicados, o segredo para o sucesso de sua ficções está nos elementos de interesse geral que a autora insere a cada livro publicado.

Nora Roberts, sob o heterônimo de J. D. RoBB é a autora de Nudez Mortal.

Quando se lê um livro de Nora Robrts, a impressão que dá, é que ela constrói todo o ambiente da história para atingir todos os nichos de leitores, o que sempre resulta em sucesso imediato.

Nudez Mortal (tradução de Renato Motta, publicado no Brasil pela editora Bertrand Brasil) é o primeiro romance de sua série de maior sucesso. Nesse primeiro volume, o leitor é apresentado a todo o universo lucrativo criado pela autora que agrada a todas as espécies de leitores.

Com a ascensão da mulher no mercado de trabalho e a importante posição que estas vem assumindo nos últimos anos, a protagonista não poderia deixar de ser alguém do sexo feminino. Eve Dallas, é tenente de investigação da policia de Nova York, e como toda trabalhadora que se preze, vive num minúsculo apartamento na cidade onde praticamente só vai para dormir. Viciada em café (força motriz do trabalhador contemporâneo), a detetive passa a maior parte do seu tempo no seu ambiente de trabalho, com seu fiel assistente Fenney.

Feeney é o típico homem de meia idade, já casado, que trabalha em algo que gosta e não tem maiores problemas em sua vida a não ser os do trabalho. O perfil de Feeney é um dos muitos galgados pelo homem moderno: uma vida socegada, coquistada por um histórico de vida regrada.

Nudez Mortal é o primeiro título da série mais consagrada de Nora Roberts.

Mas não é uma mulher solteirona que não está nem aí para a aparência, nem um nerd de meia-idade que fizeram Nora Roberts alcançar tanto público. A peça de seu sucesso não está nos seus protagonistas, mas sim na temática de suas histórias. Misturadas com o gênero policial, que por si só já vende muito, está um tema de interesse geral, de homens e mulheres, de todas as idades e de qualquer classe social: sexo.

O título da obra, Nudez Mortal, já é bastante sugestivo quanto ao enredo: Eve terá de procurar o serial killer que vem matando prostitutas e brincando com a polícia, enviando videos de cada um dos assassinados feitos com arma de fogo. A dificuldade disso, é que Eve é assombrada por um passado, que apesar de embaralhado em sua mente, a faz reviver as marcas de violência e abusos sexuais de sua infância.

O destaque da narração vai para a maneira como a autora trata o tema: no livro, as narativas sexuais não são vulgares, ao contrário, focam os desejos, dúvidas e julgamentos do ato, mostrando como cada personagem, cada um com um perfil psicológico diferente, encaram o assunto. Os dilemas que os personagens vivem, muitas vezes são os mesmos dos vividos pelos leitores, motivo pelo qual há tanta identificação destes para com os personagens.

Nudez Mortal: sexo sem vulgaridade.

Para os/as mais românticos/as, a autora ainda traz Roarke, um multi-mega-milionário, principal suspeito dos assassinatos, a qual Eve começa a sentir profundos sentimentos, a qual ela está disposta a negar, tanto pelo seu passado cheio de feridas, quanto pela ética profissional. Roarke, encarna um verdadeiro príncipe encantado, aquele que toda a mulher deseja encontrar e todo homem deseja se tornar.

E se faltava algum público a ser exlorado, diga-se de passagem aqueles não muito entusiastas de romances e perseguições policiais, Nora ainda ambientou sua hitória numa Nova York futurista, no ano de 2058, adicionando diversos elementos de ficção cintífica a história.

Com o passar dos títulos, a autora ainda vai adicionando mais personagens que encarnam os mais diveros tipos de pessoas, mas é em Nudez Mortal que a autora conseguiu explorar como ninguém os vários dilemas do ser humano comum. O resultado desse trabalho consagrou Nora Roberts como uma das mais bem sucedidas romancistas da atualidade, o mesmo sucesso profissional que sua personagem deseja conseguir.

Uma resposta para “RESENHA: Nudez Mortal (livro)

  1. jhessy abril 25, 2010 às 8:43 pm

    VOU LER ESTE..ESTA NARRATIVA ME DESPERTOU INTERECE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: